Bolsa de Turismo de Lisboa adiada para 27 a 31 de maio

A BTL vai ser adiada para o final de maio. Na edição deste ano estavam previstos cerca de 1.500 expositores e 67 destinos internacionais.

A Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que ia decorrer de 11 a 15 de março no Parque das Nações, vai ser adiada devido ao coronavírus que já infetou nove pessoas em Portugal, confirmou a Fundação AIP, entidade organizadora da BTL.

A AIP esteve reunida esta manhã para reavaliar a situação, isto depois de ter emitido no início da semana um comunicado em que garantia que a edição deste ano iria mesmo realizar-se. No final deste encontro, decidiu adiar o evento que esperava contar com 1.500 expositores e 67 destinos internacionais.

“A Fundação AIP, em articulação com o Governo (Ministério da Economia) e as Associações mais relevantes no Setor do Turismo concluíram que deixaram de estar reunidas as condições para poder assegurar a realização da BTL 2020 nas datas originalmente previstas”, refere em comunicado.

Na base da mudança de posição da AIP está a “posição assumida pelas entidades públicas do setor do turismo”, de que não estavam reunidas as condições para a participação no evento, mas também os cancelamentos de participação do Turismo de Portugal e da TAP.

“Assim, com o objetivo de corresponder aos anseios e necessidades de promoção do setor do turismo, entendeu a Fundação AIP adiar a BTL 2020 para os próximos dias 27 a 31 de maio”, refere em comunicado.

Apesar do adiamento, a AIP diz que está “confiante, que em conjunto, seremos capazes de ultrapassar as circunstâncias do momento e seremos capazes de realizar, nas novas datas agora anunciadas, uma BTL ainda mais decisiva para a dinamização da promoção e realização de negócios no setor do turismo”

(Notícia atualizada às 14h54 com a confirmação oficial do adiamento da BTL)

 

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Bolsa de Turismo de Lisboa adiada para 27 a 31 de maio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião