Trabalhadores da sede da Parfois em Rio Tinto em quarentena

  • Lusa
  • 10 Março 2020

Após um colaborador ter sido diagnosticado com o novo coronavírus, a empresa anunciou ter colocado em quarentena 455 trabalhadores que estiveram em contacto direto com este colaborador.

A Parfois anunciou esta terça-feira ter colocado em quarentena os trabalhadores da sede da empresa em Rio Tinto, no Porto, após um colaborador que exerce funções naquelas instalações ter testado positivo para o novo coronavírus.

Questionada pela agência Lusa, fonte oficial da empresa adiantou que são abrangidos pela quarentena um total de 455 trabalhadores que, seguindo as orientações da Direção-Geral de Saúde, “ficarão em casa até 18 de março”.

“Como medida preventiva, todas as pessoas que estiveram em contacto direto com este colaborador permaneceram em quarentena durante o dia de hoje e não estiveram presentes nos escritórios”, refere a empresa em comunicado, acrescentando que “procedeu à aplicação da quarentena para os restantes colaboradores da sua sede em Rio Tinto”.

Segundo refere, “por este motivo gerou-se uma situação excecional de homeworking [teletrabalho] para algumas das equipa da empresa”. De acordo com a marca portuguesa especializada em acessórios de moda como lenços, chapéus, bijutaria, malas e carteiras, o caso positivo de coronavírus foi “detetado no dia 8 de março”, estando o colaborador “a ser tratado” e com “um quadro de evolução favorável”.

“Neste momento, toda a situação está limitada a um só caso e não existem motivos de alarme. Todos os colaboradores da marca foram devidamente informados e estão a ser levadas a cabo medidas preventivas em conformidade com o indicado pelas autoridades responsáveis”, refere.

Sustentando que, “atualmente, o setor do retalho tem vindo a ser afetado por uma situação excecional e de larga escala, fora do controlo direto das próprias empresas”, a Parfois garante que “vai permanecer em alerta e em constante contacto com Direção-Geral da Saúde (DGS) para continuar a proceder devidamente nos próximos dias”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Trabalhadores da sede da Parfois em Rio Tinto em quarentena

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião