AEP cria linha para apoiar empresas face ao impacto do coronavírus

Associação Empresarial de Portugal criou uma linha telefónica direta para apoiar todas as empresas. Presidente da AEP está preocupado quanto à implementação das mediadas anunciadas pelo Governo.

Numa altura em que o número de pessoas infetadas pelo novo coronavírus já supera os 41, segundo o último balanço da DGS, a Associação Empresarial de Portugal (AEP), criou um serviço para informar e apoiar as empresas, nomeadamente as micro e PME, na implementação das medidas anunciadas pelo Governo.

Face ao plano de contingência a nível nacional para prevenir o contágio, o presidente da AEP, Luís Miguel Ribeiro, considera as medidas globalmente positivas, mas revela preocupação quanto às condições para a sua implementação, tendo, nesse sentido, a “AEP constituído uma equipa multidisciplinar para dar resposta às empresas”, explica em comunicado.

Para tornar mais eficaz este apoio, a AEP criou uma linha telefónica direta, 808 22 19 19, para a qual todas as empresas podem ligar. Os contactos também podem ser feitos através do email info.coronavirus@aeportugal.pt

De forma a perceber qual o ponto de situação do tecido empresarial português e voltar a avaliar o impacto da situação junto das empresas a Associação Empresarial de Portugal lançou um novo inquérito. Os resultados serão conhecidos em breve.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

AEP cria linha para apoiar empresas face ao impacto do coronavírus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião