CMVM suspende negociação da Cofina e Media Capital

O regulador decidiu suspender a negociação dos títulos da Cofina e da Media Capital, isto depois de a empresa liderada por Paulo Fernandes ter anunciado que desistiu da compra da TVI.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) decidiu suspender a negociação dos títulos da Cofina e da Media Capital, isto depois de a empresa liderada por Paulo Fernandes ter anunciado que desistiu da compra da TVI.

“O Conselho de Administração da CMVM deliberou (…) a suspensão da negociação das ações da Cofina até às 9h00 do dia 11 de março de 2020, e do Grupo Media Capital até à divulgação de informação relevante sobre o emitente“, diz o regulador em comunicado.

A Cofina emitiu um comunicado esta madrugada em que “não conseguiu completar o aumento de capital destinado a financiar a operação”, salientando que dada a “deterioração das condições de mercado” provocada pelo coronavírus, a empresa diz que não é possível o “lançamento de uma oferta particular para colocação das ações sobrantes”.

Neste sentido, a empresa liderada por Paulo Fernandes entende que “não se encontram reunidas as condições de que depende a conclusão do negócio de compra e venda das ações da Vertix (e indiretamente da Média Capital) previsto no contrato”.

(Notícia atualizada ás 8h23 com mais informação)

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

CMVM suspende negociação da Cofina e Media Capital

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião