Venda de bens penhorados ultrapassa 1.659 milhões de euros

  • ECO
  • 24 Março 2020

Ordem dos Solicitadores e dos Agentes de Execução (OSAE) registou, no ano passado, o melhor resultado de sempre com os e-leilões de bens penhorados.

Bens penhorados no âmbito de processos judiciais, de insolvência e apreendidos em processos-crime são vendidos em leilão online que têm captado cada vez mais interesse. Desde a criação do portal da Ordem dos Solicitadores e dos Agentes de Execução (OSAE), em maio de 2016, foram leiloados nos e-leilões 16.140 bens, com 2019 a registar os melhores resultados, segundo noticia o Público (acesso condicionado).

O montante das vendas ultrapassou os 1.659 milhões de euros, sendo que os produtos são muito variados. Em 2019, o mais caro foi desde uma moradia por quase quatro milhões de euros e o mais barato um domínio na Internet por 85 cêntimos. Mas são os imóveis e os veículos os bens mais vendidos, totalizando 19.818 leilões.

O bastonário da OSAE, José Carlos Resende, diz ao Público que é natural que a maior parte dos bens penhorados sejam imóveis dado que a lei determina que, “sendo executada a dívida com garantia real que onere bens pertencentes ao devedor, a penhora inicia-se pelos bens em que incida a garantia e só pode recair noutros quando se reconheça a insuficiência destes para o cumprimento do fim da execução”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Venda de bens penhorados ultrapassa 1.659 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião