Sonae Sierra põe lojas fechadas dos shoppings a vender online

  • ECO
  • 27 Março 2020

Em parceria com o Dott, a retalhista vai disponibilizar uma "plataforma de adesão gratuita que permite aos lojistas realizarem vendas online" e, até 31 de maio, sem quaisquer comissões.

Os centros comerciais mantêm abertos apenas os estabelecimentos de bens essenciais, como a restauração, deixando de portas fechadas todos os restantes. E para evitar prejuízos acentuados para as empresas, a Sonae Sierra juntou-se à plataforma Dott para permitir aos lojistas venderem os seus produtos online, sem custos de adesão ou comissões sobre vendas.

Esta é uma “solução” que possibilita aos lojistas “manterem o seu negócio, mesmo nos casos em que tenham as suas lojas físicas encerradas e/ou que não tenham, até à data, nenhum site de venda online“, refere a Sonae Sierra, em comunicado divulgado esta sexta-feira.

Assim, em parceria com o Dott, a retalhista vai disponibilizar uma “plataforma de adesão gratuita que permite aos lojistas realizarem vendas online” e, até 31 de maio, sem quaisquer comissões sobre as vendas. Os lojistas terão um catálogo online e o Dott vai ajudar em todo esse processo, bem como nos procedimentos de pagamento e faturação. Além disso, ficará ainda responsável pela entrega das encomendas ao domicílio.

“Queremos apoiar todos os nossos lojistas, permitindo-lhes ter uma nova ferramenta de venda disponível e, por outro lado, assegurar aos portugueses o acesso aos bens que encontravam nos nossos centros comerciais e dos quais estão privados face ao contexto atual”, refere Cristina Santos, administradora responsável pela gestão de centros comerciais da Sonae Sierra.

Para ter acesso às lojas online só tem de aceder ao site do respetivo centro comercial, que terá disponibilizada uma sessão “Dott”. Esta ferramenta está disponível no AlbufeiraShopping, ArrábidaShopping, CascaiShopping, CColombo, Continente Portimão, Vasco da Gama, Coimbra Retail Park, GaiaShopping, GuimarãeShopping, LeiriaShopping, MadeiraShopping, MaiaShopping, NorteShopping, Nova Arcada, Parque Atlântico e ViaCatarina Shopping, refere a Sonae Sierra.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sonae Sierra põe lojas fechadas dos shoppings a vender online

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião