Estados Unidos passam a barreira dos 100 mil infetados com coronavírus

  • Lusa
  • 28 Março 2020

O número de infetados com coronavírus nos Estados Unidos já é superior a 100 mil, numa altura em que o país é que tem um maior número de pessoas com a doença.

Os Estados Unidos ultrapassaram a barreira das 100 mil pessoas infetadas com o novo coronavírus, segundo a contagem desta sexta-feira publicada pela Universidade Johns Hopkins.

Esta quinta-feira, os Estados Unidos, onde a pandemia está a progredir de forma muito rápida, tinha-se tornado o país com mais casos de infeção do mundo, ultrapassando a Itália e a China, atualmente com 86.498 e 81.340 infetados, respetivamente. Sem precisar a quantidade exata de pessoas infetadas, esta universidade adianta que, em território norte-americano, o número de mortos ligado ao coronavírus eleva-se para 1.544.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou na terça-feira, com 330 milhões de habitantes, os Estados Unidos podem, a curto prazo, ultrapassar a Europa no número de infetados e tornarem-se o epicentro da pandemia.

Na quarta-feira, o Governador do Estado de Nova Iorque manifestou a sua preocupação com a incapacidade do sistema de saúde dar resposta ao pico da crise de pandemia, dizendo que poderão vir a ser precisas 140 mil camas médicas, quando apenas existem 53 mil.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou cerca de 572 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 26.500. Dos casos de infeção, pelo menos 124.400 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a OMS a declarar uma situação de pandemia. O continente europeu, com mais de 318 mil infetados e mais de 18 mil mortos, é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 9.134 mortos em 86.498 casos registados até quinta-feira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estados Unidos passam a barreira dos 100 mil infetados com coronavírus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião