Portugal com 11.278 casos de coronavírus. Número de vítimas mortais sobe para 295

Até à meia-noite, o número de casos confirmados de Covid-19 em Portugal subiu para 11.278. Registam-se mais 29 vítimas mortais, nas últimas 24 horas.

Nas últimas 24 horas, foram identificados 754 novos casos de coronavírus em Portugal, elevando para 11.278 o número de pessoas infetadas com a doença. De acordo com os dados relevados, este domingo, pela Direção-Geral da Saúde (DGS), morreram mais 29 pacientes por causa do Covid-19, totalizando 295 vítimas mortais desde que o surto foi detetado no país.

De acordo com a ministra da Saúde, Marta Temido, a taxa de letalidade é agora de 2,6%, sendo de 10,6% no grupo etário com mais de 70 anos.

O balanço divulgado, esta domingo, pelas autoridades de saúde, indica ainda que subiu para 1.084 o número de casos em internamento, dos quais 267 estão em cuidados intensivos. Ou seja, “87,1% dos casos estão em casa”, assegurou Temido.

Já o número de doentes recuperados não sofreu qualquer alteração: 75 pessoas. Há ainda 4.962 casos a aguardar resultados laboratoriais e subiu para 23.209 os contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

O Norte continua a ser a região com mais infetados e vítimas mortais registadas: 6.530 e 158, respetivamente. Já em Lisboa e Vale do Tejo há agora 2.904 infetados e foram registadas 58 mortes; já o Centro regista 1.442 casos e 72 mortes. No Algarve, há 201 casos e sete mortes no Algarve e no Alentejo registam-se 82 casos.

Face à pandemia de coronavírus, o estado de emergência foi prolongado até 17 de abril. Nesta nova fase, há restrições à circulação, os aeroportos estão encerrados no período da Páscoa e há também maior controlo dos abusos laborais por parte das empresas.

“A pressão sobre o internamento hospitalar está a crescer”

Em declarações aos jornalistas, a ministra da Saúde adiantou, este domingo, que face à evolução da pandemia a “pressão sobre o internamento hospital está a crescer”.

No que diz respeito aos ventiladores, até sábado, a administração central reportava ter comprado 1.151 equipamento, aos quais se somam 247 por doação e 140 por empréstimo. “Bem mais do que duplicando a capacidade ventilatória do início de março”, sublinhou Marta Temido.

Desse total, chegaram a Lisboa, este domingo, 144 ventiladores e 280 monitores que vão ser usados em cuidados intensivos. “Esses equipamentos serão agora distribuídos”, adiantou a ministra. A próxima encomenda de ventiladores (508 equipamentos) deverá chegar durante a semana de 6 de abril.

Por sua vez, a diretora-geral da saúde detalhou que os casos de internamento em cuidados intensivo são sobretudo pessoas idosas. Questionada sobre os mais jovens, Graça Freitas adiantou que nas idades pediátricas as “notícias são de facto muito boas” uma vez que se tem verificado “uma capacidade enorme de recuperação” nesses pacientes.

(Notícia atualizada às 13h10)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal com 11.278 casos de coronavírus. Número de vítimas mortais sobe para 295

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião