BCE pede pacote de 1,5 biliões contra o vírus ao Eurogrupo

De acordo com a Reuters, que cita fontes da autoridade monetária da Zona Euro, Christine Lagarde pediu aos ministros das Finanças da Zona Euro um pacote de estímulos de 1,5 biliões de euros.

O Banco Central Europeu, que se comprometeu em comprar ativos no valor de 750 mil milhões de euros em resposta à crise provocada pelo coronavírus, pede um pacote de estímulos do dobro do tamanho aos ministros das Finanças da Zona Euro.

De acordo com a Reuters, que cita fontes da autoridade monetária da Zona Euro, Christine Lagarde pede que os países do euro avancem com medidas orçamentais de 1,5 biliões de euros.

Só com um pacote de estímulos desta dimensão será possível, na perspetiva da presidente do BCE, dar uma resposta forte à crise que está a ser provocada pela pandemia de Covid-19.

O surto, que nasceu na China, atingiu de forma expressiva vários países europeus, especialmente Itália e Espanha. Todos os países avançaram com restrições à circulação de pessoas para evitar a propagação do vírus, levando à paragem das várias economias. Resultado será uma forte recessão económica que precisa de resposta.

Os ministros das Finanças do euro não estão, contudo, a conseguir chegar a consenso quanto às medidas de estímulo. A reunião do Eurogrupo foi suspensa esta madrugada após 16 horas de discussões sem acordo para um compromisso político sobre a resposta económica da Europa à crise provocada pela pandemia Covid-19, e será retomada na quinta-feira.

Antes da reunião, Mário Centeno tinha dito que esperava que os ministros das Finanças europeus chegassem a acordo sobre um pacote financeiro de emergência robusto para trabalhadores, empresas e países, e que se comprometam claramente com um plano de recuperação de grande envergadura.

(Notícia atualizada às 9h16 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCE pede pacote de 1,5 biliões contra o vírus ao Eurogrupo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião