Perdão de dívida às empresas é “impensável”. Lagarde contraria Draghi

  • ECO
  • 9 Abril 2020

Mario Draghi defendeu um perdão de dívida às empresas para superarem a crise do coronavírus. A atual presidente do BCE considera essa possibilidade "impensável".

Mario Draghi, antigo presidente do Banco Central Europeu (BCE), recomendou um perdão de dívida generalizado das dívidas contraídas pelas empresas durante a crise do coronavírus, mas essa possibilidade é “impensável” para Christine Lagarde.

Isso parece-me totalmente impensável para mim. Não é o momento certo para colocar a questão do perdão. Neste momento estamos concentrados em manter a economia a funcionar”, disse a atual líder da autoridade monetária da Zona Euro em entrevista à rádio France Inter.

“Mais tarde iremos olhar para a forma como pagar a dívida e como gerir as finanças públicas da forma mais eficiente”, acrescentou a responsável francesa citada pela Reuters (acesso livre/conteúdo em inglês).

Draghi defendeu um perdão da dívida para as empresas conseguirem sobreviver ao choque da paralisação da economia. Segundo o economista italiano, será uma medida necessária, exigindo-se uma compensação dos governos aos bancos porque, caso contrário, as próprias instituições financeiras também irão entrar em dificuldades.

Aumenta-se a dívida pública de um governo para não sacrificar a capacidade produtiva de um país, argumentou o antigo presidente do BCE.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Perdão de dívida às empresas é “impensável”. Lagarde contraria Draghi

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião