Jornadas Mundiais da Juventude em Portugal adiadas para 2023

  • ECO
  • 20 Abril 2020

Portugal iria receber a Jornadas Mundiais da Juventude em 2022, mas o evento foi adiado para 2023.

O Vaticano anunciou que as Jornadas Mundiais da Juventude previstas para 2022 vão ser adiadas um ano. O evento decorrerá em Lisboa.

Devido à atual situação de saúde e as suas consequências no movimento e na agregação de jovens e famílias, o Santo Padre, em conjunto com o Dicastério para Leigos, Família e Vida, decidiu adiar por um ano o próximo Encontro Mundial de Famílias, agendado para junho de 2021, e o próximo Dia Mundial da Juventude, agendado para se realizar em Lisboa em agosto de 2022, para junho de 2022 e agosto de 2023, respetivamente”, anuncia em comunicado.

Em janeiro de 2019, um dos bispos que acompanhava o Papa Francisco no Brasil na missa de encerramento das Jornadas Mundiais da Juventude, que está a decorrer na Cidade do Panamá, anunciou que Portugal seria o próximo país a acolher o evento que reúne os jovens católicos do mundo inteiro.

Segundo a Rádio Renascença (acesso livre), são esperadas entre 1 a 2 milhões de pessoas em Lisboa para o evento que decorrerá no Parque Tejo. Em reação, a organização portuguesa do evento diz que “as atuais circunstâncias de saúde pública, as consequências económicas que daí advêm e, sobretudo, a necessidade de concentrar esforços e recursos no apoio aos mais fragilizados levaram o Papa Francisco a anunciar que a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) terá lugar em 2023, em Lisboa“.

As JMJ são um encontro de jovens de todo o mundo com o Papa, num ambiente festivo, religioso e cultural. Criada pelo Papa João Paulo II, as primeiras JMJ tiveram lugar em 1986, em Roma. Desde então, celebra-se a cada dois anos (ou dois anos e meio para coincidir com o verão como foi no caso do Panamá), alterando entre a Europa e o resto do mundo. A última edição do evento a realizar-se na Europa teve lugar em Cracóvia, na Polónia, em 2016, já com o atual Pontífice.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Jornadas Mundiais da Juventude em Portugal adiadas para 2023

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião