Hoje nas notícias: Montepio, Centeno e Função Pública

  • ECO
  • 21 Abril 2020

Dos jornais aos sites, passando pelas rádios e televisões, leia as notícias que vão marcar o dia.

O Banco de Portugal lançou uma nova acusação contra o Montepio, por alegadas violações no cálculo dos rácios de capitais e nos deveres de prestação de informação. Em destaque na imprensa portuguesa está também uma entrevista ao ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo, Mário Centeno.

“Estamos a falar de 12 zeros para o plano de recuperação”, diz Mário Centeno

Mário Centeno admite que o plano de recuperação para a economia europeia perante a pandemia terá de ter “12 zeros”. O presidente do Eurogrupo diz que vê como “perfeitamente normal” que existam vários instrumentos nesta resposta ao impacto económico da pandemia do coronavírus, salientando a importância da recuperação do mercado único, sem a qual “as economias não vão a lado nenhum”.

Leia a notícia completa no Público (acesso condicionado).

Banco de Portugal lança nova acusação contra o Montepio

O Banco de Portugal lançou uma nova acusação contra o Montepio referente a 11 alegadas violações no período em que o banco era liderado por Tomás Correia e, depois, por José Félix Morgado. A entidade governada por Carlos Costa considera que o Montepio prestou falsas informações sobre rácios de capital, num caso que terá sido aberto em 2017. O Montepio arrisca uma coima única de até 10 milhões de euros, mas já está a preparar a defesa.

Leia a notícia completa no Jornal de Negócios (acesso pago).

Médicos e enfermeiros ainda não recebem aumentos este mês

Os funcionários públicos vão receber aumentos de 0,3% já a partir deste mês, mas não os médicos e os enfermeiros. O Ministério da Saúde não conseguiu parametrizar o sistema informático a tempo dos pagamentos de abril, pelo que, no caso destes profissionais de saúde, estes aumentos só começam a ser pagos a partir de maio — ainda assim, com retroativos a janeiro.

Leia a notícia completa no Público (acesso condicionado).

Seguro escolar deixa de fora ensino à distância

O sistema de proteção destinado a garantir a cobertura financeira da assistência, em caso de acidente escolar, denominado de seguro escolar, não cobre o ensino à distância. Por outras palavras, estas apólices são inválidas neste período de ensino à distância, forçado pelo isolamento social em plena pandemia. Está definido que os alunos até ao 9.º ano já não vão voltar à escola este ano letivo, contando apenas com aulas à distância.

Leia a notícia completa no Jornal de Notícias (ligação indisponível)

Turismo de Portugal já apoiou 960 microempresas com 7,5 milhões de euros

Lançada em março e com uma dotação de 60 milhões de euros, a linha de apoio à tesouraria das microempresas do setor do turismo, gerida pelo Turismo de Portugal, já pagou 7,47 milhões de euros em apoios a 960 microempresas. O setor foi um dos mais castigados pela pandemia, com as empresas praticamente paradas devido às restrições implementadas para combater o vírus, sendo que já foram submetidas àquela entidade 4.339 candidaturas com um valor de incentivo de 35,65 milhões de euros. Da dotação total, 16,07 milhões é o valor já aprovado para um total de 2.031 empresas.

Leia a notícia completa no Diário de Notícias (acesso pago).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hoje nas notícias: Montepio, Centeno e Função Pública

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião