“Resposta a uma crise com estas características não pode ser política de austeridade”, diz Siza

O ministro da Economia defende que as políticas de austeridade são "políticas pró-cíclicas que agravam a recessão".

A resposta a uma crise com estas características não pode ser política de austeridade”. Quem o diz é o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, numa audição na comissão parlamentar de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, ecoando a posição já expressa pelo primeiro-ministro.

Pedro Siza Vieira reitera que a resposta não pode ser diminuir despesas e aumentar impostos, garantindo que é claro que “esta é a orientação do Governo”. “Sobre isto não há dúvida nenhuma”, sublinha. O ministro da Economia defende que estas políticas são “pró-cíclicas que agravam a recessão”.

O ministro vai mais longe dizendo que “se a resposta for políticas de austeridade é mais uma década perdida”, utilizando como exemplo o tempo que demorou a recuperação na última crise, quando “a resposta que Europa nos impôs foi com austeridade”. Ainda assim, Siza Vieira admite que, “em todos os momentos”, há que “ser prudente na gestão da política em Portugal”.

O primeiro-ministro tinha já assegurado que não tenciona aplicar no futuro “a mesma receita que há dez anos foi aplicada para enfrentar a crise”, afastando a austeridade. No entanto, numa entrevista ao Expresso neste fim de semana, Costa preferiu não se comprometer devido à “incerteza”.

Siza Vieira aproveitou ainda para sublinhar que a resposta à crise “não é de solidariedade europeia, mas sim de interesse próprio”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

“Resposta a uma crise com estas características não pode ser política de austeridade”, diz Siza

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião