EDP e Galp arrastam bolsa de Lisboa para o vermelho

As ações das energéticas EDP e Galp estão a pressionar a praça lisboeta que não acompanha as pares europeias que seguem em alta ligeira.

Após uma sessão, a bolsa de Lisboa retoma as quedas, destoando face aos ganhos ligeiros das pares europeias. O recuo dos títulos da EDP e da Galp Energia pressionam o PSI-20 num dia marcado por novo tombo das cotações do petróleo. Mercado aguarda ainda com expectativa reuniões dos bancos centrais ao longo da semana.

O PSI-20 desvaloriza 0,28%, para os 4.125,07 pontos, com a maioria dos títulos em terreno negativo. Na Europa, o Stoxx 600 — índice que agrega as 600 principais capitalizações bolsistas do Velho Continente — soma uns ligeiros 0,11% no arranque da sessão.

O índice bolsista lisboeta está a ser condicionado sobretudo pelo recuo de pesos pesados do setor da energia. As ações da EDP perdem deslizam 0,58%, para os 3,778 euros, enquanto as da Galp Energia perdem 0,53%, para os 9,412 euros, num dia marcado por um novo tombo das cotações do petróleo nos mercados internacionais.

O preço do barril de crude derrapa 16,7%, para os 10,6 dólares, em Nova Iorque. Já o brent transacionado em Londres perde 5,2%, estando a negociar nos 18,95 dólares por barril.

Entre as cotadas lisboetas, referência negativa ainda para os títulos da Jerónimo Martins que perdem 1,31%, para os 15,5 euros.

A impedir perdas mais dilatadas na bolsa nacional estão as ações da EDP Renováveis e os títulos das papeleiras. A empresa do setor das energias renováveis avança 0,37%, para os 10,86 euros por ação. Já a Navigator ganha 0,27%, para os 2,25 euros, enquanto a Altri soma 0,74%, para os 4,66 euros.

Nota positiva também para a Mota-Engil, cujos títulos sobem 1,32%, para os 1,076 euros. De salientar que a construtora anunciou a conquista de mais um contrato 365 milhões de euros, desta vez para uma obra em Moçambique.

(Notícia atualizada às 8h30)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP e Galp arrastam bolsa de Lisboa para o vermelho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião