Mota-Engil ganha obra de 365 milhões em Moçambique

Construtora portuguesa vai construir uma ponte cais e de uma plataforma de descarga naquele que será um dos maiores projetos de exploração de gás do mundo na próxima década.

A Mota-Engil EGL 1,95% ganhou um contrato no valor de 365 milhões de dólares em Cabo Delgado, Moçambique, numa parceria 50/50 com a Besix para a construção de uma obra ligada a um dos maiores projetos de exploração gás a nível mundial na próxima década.

Segundo a informação enviada ao mercado, o projeto tem como cliente a CCS JV e contemplará a construção de uma ponte cais e de uma plataforma de descarga.

Os trabalhos terão uma duração prevista de 32 meses, com início no primeiro semestre de 2020, tratando-se do primeiro contrato atribuído pela CCS JV no âmbito da exploração da Área 1 do projeto de GNL”, frisa a construtora portuguesa.

“Este novo projeto em Moçambique, que será um dos maiores projetos de GNL a nível mundial na próxima década”, acrescenta.

[frames-chart src=”https://s.frames.news/cards/lucros-da-mota-engil/?locale=pt-PT&static” width=”300px” id=”496″ slug=”lucros-da-mota-engil” thumbnail-url=”https://s.frames.news/cards/lucros-da-mota-engil/thumbnail?version=1584639960143&locale=pt-PT&publisher=eco.pt” mce-placeholder=”1″]

A empresa liderada por Gonçalo Moura Martins realça que Moçambique é um dos principais eixos da dinâmica comercial do negócio em África, “destacando-se a importância que o projeto de GNL tem e continuará a ter na evolução da atividade da Mota-Engil.

Este é o segundo grande contrato anunciado pela Mota-Engil no espaço de uma semana. Há uma semana anunciou um contrato de 636 milhões de euros no México.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mota-Engil ganha obra de 365 milhões em Moçambique

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião