Novo Banco já aprovou 1.000 milhões de crédito com garantia do Estado

Banco sublinha que 300 milhões de euros "já estão do lado das empresas". António Ramalho sublinha que foi o primeiro banco a superar a fasquia dos 1.000 milhões de créditos já aprovados.

O Novo Banco revela que atingiu esta terça-feira os 1.000 milhões de euros de linhas de crédito com garantia do Estado aprovadas, que vai permitir ajudar 2.870 empresas cujo negócio foi afetado pela crise. O banco adianta que mais de 300 milhões já estão do lado das empresas: entre montantes já desembolsados ou em processo de assinatura final pelos clientes.

No Twitter, o CEO do banco, António Ramalho, sublinha que “com muito trabalho” o Novo Banco foi o primeiro a ultrapassar esta fasquia. “É o resultado de dois meses e muitas horas de esforço no apoio a quase três mil empresas”, refere o gestor.

Em causa estão linhas de crédito para apoiar as empresas e que beneficiam de uma garantia do Estado, no valor de mais de 6.000 mil milhões de euros. Porém, têm surgido bastante críticas em relação à burocracia do processo, ao custo (juros podem superar os 3%) e à demora do dinheiro a chegar às empresas. A CIP revelou esta segunda-feira que apenas 3% das empresas que recorreram às linhas receberam o crédito.

O Novo Banco diz que mais 200 milhões de euros serão operacionalizados ainda esta semana, “sendo o restante valor aprovado operacionalizado, na sua maioria, na semana seguinte”.

Em relação à primeira linha Covid-19 disponibilizada pelo Governo, no valor de 400 milhões, o Novo Banco também tinha assumido uma posição de destaque, ficando com uma quota de 48%, e cerca de 191 milhões de euros aprovados.

Para lá das linhas com garantia estatal, o Novo Banco frisa que tem ainda disponível uma linha de 6.200 milhões de euros para o apoio à economia: 4.500 milhões estão destinados a micro, pequenas e médias empresas (PME) dos vários setores, 900 milhões a empreendimentos turísticos, 200 milhões para turismo e 600 milhões para restauração e similares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Novo Banco já aprovou 1.000 milhões de crédito com garantia do Estado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião