Lisboa na linha de água. Galp e BCP pesam na bolsa

Bolsas europeias estão em queda perante sinais preocupantes na maior economia da região. Lisboa, segue a tendência, com o BCP e a Galp Energia a pesarem no mercado de capitais português.

Depois de na sessão anterior terem valorizado, as praças europeias voltam a cair, penalizadas pelos dados económicos preocupantes divulgados na Alemanha. Em Lisboa, BCP e Galp Energia arrastam a praça nacional para o vermelho.

O índice de referência nacional perde 0,33% para 4.208, 000 pontos, com dez das 18 cotadas em terreno negativo. Na Europa, o Stoxx 600, índice que reúne as 600 maiores europeias, desvaloriza 0,08%, o francês CAC perde 0,13%, o espanhol IBEX-35 cai 0,48% e o alemão desvaloriza 0,17%, depois de se saber que as encomendas nas fábricas alemãs caíram 15,6% em março, período em que a maior economia europeia parou devido ao Covid-19. Este poderá ser o pior registo em série desde 1991.

Por cá, e a pesar no desempenho da praça lisboeta está o BCP e a Galp Energia. Os títulos dos banco liderado por Miguel Maya perdem 2,05% para os 9,58 cêntimos, numa altura em que os resultados da banca europeia estão a revelar a forte pressão provocada pelo Covid-19. O Intesa Sanpaolo registou prejuízos.

A Galp Energia cai 0,34% para 10,375 euros. Esta desvalorização dos títulos da petrolífera acontece numa sessão marcada pela correção dos preços do petróleo. Em Londres, o Brent desvaloriza 0,03%, mas mantém-se acima dos 30 dólares, enquanto em Nova Iorque o WTI perde 0,86%, com o barril a rondar os 24 dólares.

Destaque ainda, pela negativa, para a Mota-Engil, cujos títulos perdem 1,09% para 1,09 euros.

No polo oposto, a evitar uma queda mais expressiva da bolsa de Lisboa, está a Jerónimo Martins, a valorizar 0,61% para os 15,60 euros. Nota positiva também para a EDP, com a empresa liderada por António Mexia a avançar 0,46% para 3,892 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lisboa na linha de água. Galp e BCP pesam na bolsa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião