Bruxelas apresenta proposta de fundo de recuperação a 27 de maio

  • Lusa
  • 15 Maio 2020

A Comissão Europeia vai adotar e apresentar em 27 de maio as suas propostas para o fundo de recuperação da economia europeia no quadro da crise do Covid-19.

A Comissão Europeia anunciou esta sexta-feira que vai adotar e apresentar em 27 de maio as suas propostas do orçamento plurianual da União Europeia para 2021-2027 e do fundo de recuperação da economia europeia no quadro da crise do Covid-19.

“Tenho finalmente notícias para todos os que nos têm perguntado há já bastante tempo sobre quando é que adotaríamos as nossas propostas sobre o Quadro Finaceiro Plurianual e o instrumento de recuperação: a Comissão planeia agora adotar a sua proposta no dia 27 de maio”, anunciou o porta-voz do executivo comunitário, Eric Mamer.

As propostas, há muito aguardadas, serão assim apresentadas mais de um mês depois de os chefes de Estado e de Governo da UE terem solicitado ao executivo comunitário a sua formulação com caráter de urgência, numa cimeira celebrada por videoconferência em 23 de abril último.

Na quarta-feira, a presidente da Comissão, Ursula von der Leyen, deslocou-se ao Parlamento Europeu para participar num debate sobre a resposta europeia à crise provocada pela pandemia, mas não revelou novidades sobre as propostas, tendo ouvido críticas de muitos eurodeputados, inclusivamente pela demora na apresentação das mesmas.

Já esta sexta-feira, a assembleia europeia reclamou um ambicioso pacote de recuperação para a Europa num montante global na ordem dos dois biliões de euros, defendendo que os apoios aos Estados-membros sejam prestados “principalmente através de subvenções”.

Numa resolução hoje adotada — com 505 votos a favor, 119 contra e 69 abstenções –, os eurodeputados solicitam à Comissão Europeia, responsável pela elaboração da proposta do futuro fundo de recuperação para ultrapassar a crise do Covid-19, que se abstenha de utilizar “engenharia financeira” e “multiplicadores duvidosos” para publicitar valores ambiciosos.

O fundo de recuperação, por muitos classificado como um novo ‘Plano Marshall’ para a Europa, é considerado o grande instrumento da União Europeia para ultrapassar a crise do Covid-19, que, segundo estimativas da Comissão Europeia, provocará uma contração recorde de 7,7% do Produto Interno Bruto da zona euro este ano e de 7,4% no conjunto da União.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bruxelas apresenta proposta de fundo de recuperação a 27 de maio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião