Segurança Social dá prémio de um milhão a 163 funcionários

  • ECO
  • 21 Maio 2020

Bónus de 1,032 milhões de euros a 163 funcionários será financiado pela taxa de justiça obtida nos processos de cobrança coerciva de dívidas à Segurança Social.

Um prémio de desempenho no valor superior a um milhão de euros será pago este ano pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e da Segurança Social a 163 funcionários, avança o Correio da Manhã (acesso pago).

Segundo o jornal, este bónus de 1,032 milhões de euros será financiado pela taxa de justiça obtida nos processos de cobrança coerciva de dívidas à Segurança Social. Quem vai receber o prémio serão trabalhadores do Departamento de Gestão da Dívida (DGD) e do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social (IGFSS).

O prémio é mensal, sendo que os dirigentes intermédios e técnicos superiores terão direito a um valor de 500 euros e os assistentes técnicos a 340 euros. O ministério de Ana Mendes Godinho explica que o bónus é pago em três meses.

O prémio tem por base a lei que “criou um sistema de recompensa do desempenho para os trabalhadores e dirigentes intermédios do DGD do IGFSS, tendo simultaneamente criado o Fundo de Cobrança Executiva”, diz ainda o ministério.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Segurança Social dá prémio de um milhão a 163 funcionários

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião