Portugal tem vantagem em constituir banco promocional, diz Nelson de Souza

  • Lusa
  • 27 Maio 2020

Nelson de Souza defende que Portugal “tem toda a vantagem” em desenvolver um banco promocional, aproveitando as oportunidades criadas a nível dos programas europeus.

O ministro do Planeamento defendeu esta quarta-feira, em Lisboa, que Portugal “tem toda a vantagem” em constituir um banco promocional, que funcione como intermediário, possibilitando o aproveitamento das oportunidades criadas no âmbito dos programas europeus.

“A nova formatação, do quadro financeiro plurianual e da provável formatação, que ainda esta tarde provavelmente iremos conhecer, do plano de recuperação a nível da União Europeia, prevê a utilização como intermediários nacionais de grandes instrumentos de financiamento, os chamados bancos promocionais, reconhecidos a nível europeu”, notou Nelson de Souza, em resposta ao deputado do PSD Afonso Oliveira, numa audição parlamentar na Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação.

Conforme apontou o governante, Portugal “tem toda a vantagem” em desenvolver um mecanismo desta natureza, que funcione como intermediário, aproveitando as oportunidades criadas a nível dos programas europeus.

No entanto, o titular da pasta do Planeamento escusou-se a confirmar se o Governo está, nesse sentido, a preparar a fusão de organismos do Estado, notando que “esta é uma matéria que está a ser desenvolvida e pensada pelo ministro da Economia”, Siza Vieira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal tem vantagem em constituir banco promocional, diz Nelson de Souza

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião