Lisboa quebra ciclo. Bolsa ganha 1% à boleia do BCP e da Galp

O PSI-20 soma perto de 1%, acompanhando a recuperação que também se assiste na Europa. Por Lisboa, Galp Energia e BCP são o principal suporte após seis dias de perdas.

Após um arranque de sessão negativo, a bolsa deu a volta e avança. O PSI-20 soma perto de 1%, acompanhando a recuperação que também se assiste na Europa. Avanço do BCP e da Galp Energia são o principal suporte do índice bolsista lisboeta.

O PSI-20 valoriza 0,93%, para os 4.390,53 pontos, interrompendo um ciclo de perdas que já ia em seis sessões. Na Europa, o Stoxx 600 — índice que agrega as 600 principais capitalizações bolsistas do Velho Continente — soma 1,2%.

As praças bolsistas europeias recuperam assim da onda pessimista que marcou as últimas sessões, período em que acusaram o receio dos investidores face ao impacto de uma segunda vaga de contágios por coronavírus quando a primeira vaga ainda é marcada por aumento de casos em alguns estados norte-americanos. A contribuir para a degradação do sentimento dos investidores esteve também a perspetiva de Jerome Powell, presidente da Reserva Federal (Fed), no sentido de uma lenta recuperação económica, tendo optado por manter as taxas inalteradas, entre 0% e 0,25%, até 2022.

A recuperação europeia é conduzida pelos títulos dos setores cíclicos. Destaque para a subida das fabricantes automóveis, banca, empresas do setor de viagens e lazer, bem como das empresas petrolíferas.

Após o afundanço da última sessão, também as cotações do petróleo recuperam nesta sessão. O preço do barril de Brent avança 0,75%, para os 38,84 dólares no mercado londrino, depois de ter mergulhado 7,6% na sessão anterior. Rumo semelhante é seguido pelo crude, com o barril do “ouro negro” cotado em Nova Iorque a somar 0,61%, para os 36,56 dólares. Na quinta-feira afundou 8,23%.

Por Lisboa, a petrolífera Galp Energia destaca-se também como um dos principais suportes do índice PSI-20. As ações da empresa liderada por Carlos Gomes da Silva valorizam 1,81%, para os 10,945 euros.

A dar fôlego ao índice lisboeta está ainda o BCP, cujos títulos avançam 2,04%, para os 11,48 cêntimos. Referência ainda para as subidas de 3,69%, para os 4,21 euros, da Altri, mas também para o ganho de 3,33%, para os 9,31 euros, das ações da Corticeira Amorim.

A impedir ganhos mais acentuados estão as cotadas do universo EDP. As ações da EDP recuam 0,36%, para os 4,21 euros, enquanto as da sua participada EDP Renováveis perdem 1,01%, para os 11,76 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lisboa quebra ciclo. Bolsa ganha 1% à boleia do BCP e da Galp

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião