Ajuntamentos na Grande Lisboa vão dar multas de 120 até 350 euros

  • ECO
  • 23 Junho 2020

Valor das multas por incumprimento das novas regras criadas para cinco concelhos na região de Lisboa será revelado oficialmente após a reunião de Conselho de Ministros.

Amadora, Loures, Odivelas, Sintra e Lisboa têm novas regras. O Governo decidiu avançar com normas específicas para estes concelhos, procurando assim travar a propagação de casos de infeção pelo novo coronavírus, havendo multas para quem não as cumprir. Ajuntamentos de pessoas além do limite definido pode, de acordo com o Público (acesso condicionado), resultar numa coima até 350 euros.

Nestes cinco concelhos vai manter-se o estado de calamidade, enquanto o resto do país sairá dele. E foram determinadas novas regras para travar o vírus, como seja a proibição de ajuntamentos em número superior a 10 (era de 20 até agora), o encerramento obrigatório de cafés e outras lojas até às 20h, bem como a proibição de venda de álcool e o seu consumo na via pública.

Não cumprir estas regras será considerado crime de desobediência. E há multas, como já tinha revelado António Costa. O valor destas será revelado oficialmente no Conselho de Ministros, esta quinta-feira, mas o Público avança que os valores serão entre os 120 euros, o mesmo que é aplicado pela não utilização de máscara nos transportes públicos, chegando aos 350 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ajuntamentos na Grande Lisboa vão dar multas de 120 até 350 euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião