BRANDS' ADVOCATUS Nova plataforma de gestão para a área da advocacia

  • BRANDS' ADVOCATUS
  • 14 Julho 2020

A Rolling Legal é uma plataforma tecnológica 100 % cloud que permite aos advogados assegurar o teletrabalho com segurança, aumentando a eficiência e produtividade.

Das inúmeras alterações que a COVID-19 trouxe à maioria das atividades profissionais, a adaptação ao trabalho remoto foi talvez a mais significativa. Na transformação de um escritório tradicional para um escritório virtual, é preciso desde logo, saber escolher a plataforma de gestão adequada e segura, que dê resposta às necessidades básicas de autonomia no acesso à informação, mas que acrescente valor, assegurando a eficiência e produtividade de toda a equipa de trabalho. Trabalho à distância, gestão controlada de processos e utilização de dados com segurança são também a nova realidade para os advogados, a que a plataforma cloud, Rolling Legal, dá resposta.

A plataforma Rolling Legal é fruto da experiência da Rolling Space com várias empresas de serviços jurídicos que manifestavam a necessidade de um sistema de gestão que desse resposta às necessidades recorrentes destes profissionais: automatizar tarefas rotineiras, registar tempos para envio de notas de honorários, tomar decisões com base em dados analíticos sobre os processos, entre outras ferramentas necessárias para a gestão e sucesso de uma Sociedade de Advogados ou de um Departamento Jurídico.

A Rolling Legal, é assim uma plataforma 100% cloud, desenvolvida sob a Salesforce Platform™, a plataforma de CRM líder mundial que possui amplas certificações de segurança e privacidade, estando por isso preparada para implementar processos de RGPD.

Como é uma solução inovadora, de gestão fácil e intuitiva, oferece às Sociedades de Advogados ou Departamento Jurídicos inúmeros benefícios, como:

Monitorização do negócio – em qualquer lugar e em qualquer dispositivo – com visualização de todas as atividades passadas e futuras, desde e-mails, reuniões e chamadas, assim como acesso a toda a informação estratégica, relatórios de gestão e dashboards que ajudam a tomar decisões mais fundamentadas;

Gestão os processos de forma abrangente, através do acesso imediato a todas as informações relevantes: contactos do processo, área de prática, estado do processo, despesas, pagamentos, adiantamentos, notas de honorários, processos associados, notas e documentos associados, histórico de e-mails, chamadas, tarefas e reuniões;

Controlo de Custos, com uma rápida observação do custo total dos processos, valores pagos e não pagos, despesas e tarefas cobráveis e não cobráveis;

Análise da produtividade da equipa, através do controlo do tempo gasto em cada tarefa e processo, permitindo faturar em conformidade;

Redução do tempo despendido em tarefas administrativas, através da automatização de processos que, com alertas de email personalizados, evitam o esquecimento de quaisquer detalhes e datas importantes;

Trabalho em equipa com mais eficiência, com a partilha controlada de processos específicos com outros utilizadores, a possibilidade de visualizar os seus calendários, a atribuição e controlo das suas tarefas além do chat interno, que promove a entreajuda entre colaboradores, estimulando uma comunicação direta e instantânea.

A Rolling Legal pode ser integrada com Outlook ou Gmail e ajusta-se às necessidades e tamanhos das Sociedades de Advogados ou Departamentos Jurídicos, através da personalização da aplicação para cada negócio.

Esta plataforma inovadora está já a ser apresentada em Portugal e no estrangeiro em live sessions, e disponibiliza um teste gratuito de 30 dias.

Fundada em 2009, a Rolling Space é uma empresa 100% portuguesa que se posicionou no mercado europeu como parceiro IT, com especial enfoque em soluções de gestão cloud, infraestruturas e segurança. Com presença em países como Inglaterra, Espanha, Alemanha e Suíça, opera também em Angola e Brasil.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Nova plataforma de gestão para a área da advocacia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião