Seguradora Cattolica decidiu vender posição que detém no UBI Banca

  • ECO Seguros
  • 16 Julho 2020

A sociedade italiana de seguros tomou a decisão de desfazer-se da totalidade da posição acionista que detém no UBI Banca.

 

Num curto comunicado, a Cattolica Assicurazioni seguradora sediada em Verona afirma que, em reunião do conselho de administração liderada por Paolo Bedoni (chairman da sociedade seguradora de natureza cooperativa), avaliou o interesse de uma oferta pública de transação que está em curso por parte do Banca Intesa San Paolo sobre o UBI Banca Spa, entidade onde a Cattolica Assicurazioni detém uma pequena participação acionista (cerca de 1% do capital social) e decidiu, por unanimidade, aceitar a proposta da oferente.

O Intesa San Paolo anunciou em fevereiro um projeto de fusão com o mais pequeno UBI Banca, com base numa OPT (oferta pública de troca pela totalidade do capital). A operação daria lugar à emergência do sétimo maior banco da zona euro. A proposta entrou em vigor no passado dia 6 de julho e a oferta mantém-se válida até 28 de julho.

Embora detendo uma participação quase irrelevante no banco visado, a posição da Cattolica integra um pacto entre grandes acionistas totalizando 19% do capital do UBI Banca e que, segundo a imprensa italiana, estão contra o projeto de fusão apresentado pelo Intesa. Por isso, rejeitaram a proposta da oferente.

De acordo com fontes do jornal Il Sole24 Ore, “a opção da Cattolica [de vender] parece motivada por razões que não são comuns às da generalidade dos acionistas do Ubi Banca.”

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Seguradora Cattolica decidiu vender posição que detém no UBI Banca

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião