Costa sem maioria absoluta, mas PS e PSD aumentam distância nas sondagens

  • ECO
  • 24 Julho 2020

Apesar de não ter maioria absoluta, o PS aumentou a distância face ao principal partido da oposição, estando 13 pontos percentuais à frente do PSD, de acordo com a sondagem da Católica.

Se as eleições fossem agora, António Costa, apesar de vencer com 39% das intenções de voto, não teria maioria absoluta, de acordo com uma sondagem do Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica, feita para o Público (acesso condicionado) e RTP que envolveu 1.482 inquéritos válidos entre 13 e 18 de julho.

Ainda assim, o PS aumentou a distância face ao principal partido da oposição, estando 13 pontos percentuais à frente do PSD, um com 39% e outro com 26% das intenções de voto dos portugueses. O BE segue e o Chega igualam na votação (7%), seguindo-se a CDU (7%), enquanto o CDS, a Iniciativa Liberal e o PAN teriam 3% cada um.

“O PS é o partido com mais intenções de voto mas não o suficiente para a maioria absoluta”, comentam os peritos responsáveis pelas sondagens, acrescentando que o BE, o Chega e a CDU estão em “empate técnico, mas com os resultados desta sondagem a darem ligeira vantagem aos dois primeiros”. CDS, IL e PAN estão também em empate técnico.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Costa sem maioria absoluta, mas PS e PSD aumentam distância nas sondagens

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião