Vacina contra a Covid-19 da Moderna deverá custar entre 42 a 50 euros aos Governos

A vacina experimental para a Covid-19 que está a ser desenvolvida pela Moderna poderá custar entre 42,6 a 51,1 euros por tratamento aos Governos, isto é, 21,3 a 25,6 euros por dose. 

A vacina contra o novo coronavírus que está a ser desenvolvida pela farmacêutica Moderna poderá custar entre 50 a 60 dólares (cerca de 42,6 a 51,1 euros) por tratamento aos Governos. Contas feitas deverá custar entre 25 a 30 dólares (21,3 a 25,6 euros) por dose.

Apesar de este valor ainda não ser definitivo é um pouco mais elevado do que o de outras vacinas que estão na corrida para tratar a Covid-19, como a Pfizer e a alemã BioNTech, dado que o objetivo da farmacêutica é o de vender esta vacina apenas nos países mais ricos, revela o Financial Times (acesso condicionado, conteúdo em inglês), citando fontes próximas da negociação.

Assim, a confirmar-se, cada dose deverá custar entre 25 a 30 dólares (cerca de 21,3 a 25,6 euros), ou seja, um montante mais elevado do que o acordado na semana passada entre a Pfizer e sua parceira alemã BioNTech com o Governo norte-americano, que fixa o preço por dose em 19,5 dólares (16,6 euros). Este protocolo estabelece que sejam distribuídas duas doses por vacina.

As ações de farmacêutica com sede em Boston subiram quase 325% este ano, na sequência dos resultados promissores demonstrados — a vacina experimental induziu a produção de anticorpos em todos os voluntários testados –, e após se ter a primeira vacina contra a Covid-19 a entrar em fase de ensaios clínicos nos EUA. Para apoiar o desenvolvimento desta investigação, a administração de Donald Trump já injetou quase mil milhões de dólares na empresa.

Na terça-feira, a Moderna anunciou que estava pronta a avançar com os testes à vacina desenvolvida contra o novo coronavírus, pretendendo testá-la em 30 mil pessoas em território norte-americano. Stephane Bancel, CEO da farmacêutica, diz que “no melhor cenário, se tudo estiver bem”, os testes à vacina podem ser conhecidos em outubro, podendo chegar ao mercado nessa altura. Contudo, alerta que a imunização da população mundial poderá ser possível apenas na primavera de 2021.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Vacina contra a Covid-19 da Moderna deverá custar entre 42 a 50 euros aos Governos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião