Em duas semanas, TAP foi a segunda companhia que mais cresceu em voos na Europa

No domingo, a companhia aérea nacional operou 152 voos. Não ganhou em número, mas ficou no pódio em termos de evolução, com o número de voos a disparar 81% em duas semanas.

Ainda está longe de ser a companhia aérea com mais voos diários na Europa, mas já quase lidera em termos de crescimento. De acordo com a Eurocontrol, que publica dados do tráfego aéreo de duas em duas semanas, a TAP operou 152 voos no último domingo, ocupando a 23.ª posição. Foi a segunda transportadora que mais cresceu, com o número de voos a disparar 81% em duas semanas.

Já o topo do pódio das companhias aéreas com mais voos no último domingo foi ocupado pela Ryanair, com 1.882 rotas, ficando à frente da easyJet, que realizou 1.064 rotas, e da Turkish Airlines, com 698. É preciso descer até à 23.ª posição para encontrar a TAP, que operou um total de 152 voos diários, à frente de companhias como a Air Europa, Transavia ou até da Emirates.

Apesar de não liderar em número de voos, a TAP quase lidera na evolução, depois das quebras provocadas pela pandemia. Isto porque os dados mostram que a companhia aérea portuguesa viu o número de voos disparar 81% face ao domingo de 19 de julho, ou seja, duas semanas antes, sendo a segunda transportadora que mais cresceu. Esta distinção é reflexo de como a TAP estava a operar um número significativamente reduzido de voos devido à pandemia. Somente a easyJet apresentou um maior aumento (96%).

Na análise por país, Portugal também surge bem classificado entre os pares europeus. Os dados de tráfego aéreo desta segunda-feira, publicados pela Eurocontrol, mostram que Portugal ocupa a 10.ª posição em termos de número diário de voos, com 726 rotas, e a 2.ª posição em termos de evolução, com uma subida de 38% no número de voos face a 20 de julho.

Em número de voos diários, o Reino Unido (2.865), a Alemanha (2.818) e Espanha (2.648) lideram, enquanto, em termos de evolução, a Geórgia apresenta o maior aumento face às duas semanas anteriores (63%).

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Em duas semanas, TAP foi a segunda companhia que mais cresceu em voos na Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião