Wall Street em alta com prolongamento dos estímulos à economia

Donald Trump prolongou os estímulos à economia, o que causou uma onda de otimismo nos mercados. Mas ganhos são contidos devido às restrições aplicadas a empresas chinesas na semana passada.

Os principais índices de Nova Iorque começaram a semana em terreno positivo, depois de Donald Trump ter assinado várias ordens executivas com o objetivo de prolongar os estímulos à economia. Ainda assim, os ganhos estão a ser contidos, dado que os investidores ainda estão preocupados com as restrições impostas à China na semana passada.

O índice de referência S&P 500 segue a valorizar 0,18% para 3.357,42 pontos, acompanhado pelo tecnológico Nasdaq que aumenta 0,17% para 11.029,95 pontos. Pelo mesmo caminho segue o industrial Dow Jones ao subir 0,53% para 27.580,09 pontos.

Benefícios para os desempregados prolongados por mais tempo, pagamento de empréstimos de estudantes adiados e moratórias nos despejos estendidas foram algumas das medidas conhecidas depois de o Presidente norte-americano ter decidido prolongar no tempo os estímulos à economia dos Estados Unidos, que está a ser fortemente afetada pelo coronavírus.

Isto foi o suficiente para deixar nos mercados uma onda de otimismo. “Embora esta decisão de Trump possa provocar desafios legais, politicamente acaba por pressionar o Congresso a chegar a um acordo”, diz Bill Stone, diretor de investimentos da Stone Investment Partners, citado pela CNBC (conteúdo em inglês).

Estas medidas são anunciadas depois de, na semana passada, os líderes do Congresso não terem conseguido chegar a acordo para um novo pacote de estímulos. Isto porque vários benefícios do primeiro pacote assinado no início do ano expiraram no final de julho, aumentando a incerteza sobre o avanço da economia dos Estados Unidos.

Ainda assim, o otimismo está a ser contido, dado que os mercados ainda estão abalados pela decisão do Donald Trump na semana passada. O Presidente dos Estados Unidos baniu as principais empresas tecnológicas da China durante 45 dias e ainda anunciou sanções a 11 funcionários chineses e de Hong Kong, diz a Reuters (conteúdo em inglês).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Wall Street em alta com prolongamento dos estímulos à economia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião