Portugal espera 5,9 mil milhões do SURE para apoiar lay-off

  • ECO
  • 25 Agosto 2020

Valor solicitado por Portugal fica apenas atrás dos solicitados por Itália (27,4 mil milhões), Espanha (21,3 mil milhões), Polónia (11,2 mil milhões) e Bélgica (7,8 mil milhões).

Portugal pediu 5,9 mil milhões de euros no âmbito do programa SURE, verba que ainda aguarda aprovação por parte de Bruxelas. O Executivo comunitário já apresentou a proposta de montante a entregar a 15 países, mas Portugal continua a aguardar que seja validado o montante solicitado por João Leão, diz o Público (acesso pago).

O Governo fez um pedido de financiamento de “cerca de 5,9 mil milhões de euros”, diz fonte oficial do Ministério das Finanças. Este valor fica apenas atrás dos solicitados por Itália (27,4 mil milhões), Espanha (21,3 mil milhões), Polónia (11,2 mil milhões) e Bélgica (7,8 mil milhões), alguns dos 15 países que já receberam “luz verde” de Bruxelas para este apoio às medidas de manutenção do emprego adotadas em plena pandemia.

“Portugal e a Hungria já solicitaram oficialmente apoio, estando os seus pedidos em vias de avaliação e a Comissão espera apresentar brevemente uma proposta de apoio a ambos os países“, afirmou a Comissão Europeia no dia em que revelou que propôs conceder um apoio apoio financeiro no valor de 81,4 mil milhões de euros a 15 países: Bélgica, Bulgária, República Checa, Grécia, Espanha, Croácia, Itália, Chipre, Letónia, Lituânia, Malta, Polónia, Eslováquia, Eslovénia, Roménia.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Portugal espera 5,9 mil milhões do SURE para apoiar lay-off

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião