S&P 500 atinge novo recorde com garantias de acordo comercial com China

O S&P 500 continua a subir e atinge novos máximos nesta sessão. Já o Nasdaq quebra o rally, seguindo em "terreno" vermelho.

Continua o rally em Wall Street para o S&P 500, sendo cada vez mais os motivos para os investidores celebrarem. Ao otimismo dos avanços no tratamento para a Covid-19 junta-se agora o compromisso das autoridades dos EUA e da China em torno do acordo comercial de Fase Um entre as duas potências económicas.

Negociadores comerciais dos EUA e da China fizeram uma chamada telefónica esta manhã, na qual desenvolveram um “diálogo construtivo” sobre a implementação da primeira fase do acordo comercial entre os dois países, adiantou o ministério do Comércio chinês, em comunicado.

Foi também conhecido que os preços das casas nos EUA subiram 4,3% em junho, face ao ano anterior, de acordo com o índice da S&P CoreLogic Case-Shiller. Os aumentos tinham sido mais ligeiros em maio, portanto, esta parece ser uma pequena recuperação do abrandamento provocado pelo coronavírus nas vendas de casas em março e abril.

Os investidores aguardam ainda pela conferência anual onde o presidente da Reserva Federal norte-americana, Jerome Powell, deve discursar. Perante este cenário, o índice S&P 500 sobe 0,23% no arranque da sessão, para os 3.439,01 pontos, atingindo um novo recorde. O industrial Dow Jones também segue em “terreno” positivo, ao somar 0,31% para os 28.397,30 pontos.

Entre os ganhos, destaca-se a banca, com a JPMorgan a subir 0,84% para os 100,90 dólares e o Goldman Sachs a avançar 0,73% para os 208,83 dólares.

Já o tecnológico Nasdaq quebra o ciclo de recordes das últimas sessões, ao deslizar 0,05% para os 11.373,85 pontos. A Apple recua, depois de ter superado a fasquia dos 500 dólares na passada sessão, a última da operação de stock split (na qual cada ação vai dividir-se em quatro e o valor divide-se pelos novos títulos). Os títulos da tecnológica caem 1,01% para os 498,32 dólares.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

S&P 500 atinge novo recorde com garantias de acordo comercial com China

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião