Flexdeal aumenta capital em 10 milhões de euros

Empresa espera um encaixe financeiro de 9,5 milhões de euros, que será utilizado na concretização do plano estratégico de crescimento.

A sociedade de investimento mobiliário para o fomento da economia (SIMFE) Flexdeal vai avançar com um aumento de capital de 10 milhões de euros. As novas ações vão ser vendidas a cinco euros cada. A operação, que arranca já no dia 31 de agosto, foi comunicada esta terça-feira ao mercado e pretende financiar o crescimento da empresa.

“No dia 3 de agosto de 2020, a Assembleia Geral da Flexdeal deliberou, nos termos legais e estatutários, aumentar o capital social de 16.103.580,00 euros (dezasseis milhões, cento e três mil e quinhentos e oitenta euros) para 26.103.580,00 euros (vinte e seis milhões, cento e três mil e quinhentos e oitenta euros)”, comunicou a empresa à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

O aumento de capital vai acontecer através da emissão de dois milhões de novas ações ordinárias, nominativas e escriturais, com o valor nominal de 5,00 euros. O valor fica 4% acima dos 4,82 euros a que ação negoceia na bolsa de Lisboa.

“A cada ação será atribuído um direito de subscrição. O número de novas ações a subscrever no exercício de tais direitos resulta da aplicação do fator 0,6238846113 ao número de direitos de subscrição detidos no momento da subscrição”, explica a empresa.

O período de exercício dos direitos de subscrição de novas ações decorrerá entre as 8h30 do dia 31 de agosto de 2020 e as 15h00 do dia 25 de setembro de 2020, sendo que, em caso de sucesso, as novas ações vão começar a negociar na bolsa de Lisboa a 30 de setembro.

“O produto líquido da Oferta, apenas será apurável depois do encerramento da subscrição. Num cenário de aumento de capital com subscrição completa, que ascenda a um montante total de entradas de 10.000.000,00 de euros, corresponderá a um valor líquido de 9.500.000,00 de euros, deduzidas todas as despesas associadas, tais como comissões de organização, montagem, colocação e respetivos impostos. O produto líquido do aumento de capital será utilizado na concretização do plano estratégico de crescimento da Flexdeal“, acrescenta.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Flexdeal aumenta capital em 10 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião