Quanto valem os dois biliões da Apple? O mesmo que oito anos de PIB português

A viver um forte "rally", a fabricante do iPhone deixou as outras big tech para trás em capitalização bolsista. Comparando com a escala portuguesa, a diferença transforma-se num gigante fosso.

Nunca nenhuma empresa valeu tanto como a Apple: são 2.000.000.000.000,00 (ou seja, dois biliões) de dólares. Mas afinal quanto é isso? À escala nacional, não há qualquer empresa na bolsa de Lisboa que sequer se aproxime e, olhando para o produto interno bruto (PIB) do país, seriam precisos oito anos para Portugal inteiro gerar tanta riqueza.

A tecnológica tornou-se esta quarta-feira a primeira empresa cotada nos EUA com uma capitalização bolsista de dois biliões de dólares. A dona do iPhone tem vindo a valorizar de forma consistente desde o sell-off causado pela pandemia que atirou a cotação de cada ação para 212,61 dólares por ação no final de março. Desde então já ganhou cerca de 120% para o máximo histórico de 468,63 dólares por ação tocado no início da sessão.

Foi esta a cotação que lhe deu temporariamente a capitalização de dois biliões de dólares, o equivalente a cerca de 1,7 biliões de euros. Em termos comparativos, é 15 vezes superior à capitalização de mercado de todo o PSI-20, que acumula 114,6 mil milhões de euros. Em comparação com a única empresa do setor tecnológico no índice de referência nacional, a Novabase — uma das cotadas mais pequenas da bolsa, que vale apenas 102,5 milhões de euros — são mais… 16.390 vezes.

Fonte: Reuters | Nota: valores em euros

Como se chega aqui? A Apple tem aproveitado o rally acionista que tem sido especialmente expressivo no setor tecnológico, graças ao reforço da confiança na recuperação económica após a pandemia. Em simultâneo, depois da apresentação de resultados, os investidores têm aplaudido a diversificação do negócio, nomeadamente a diminuição da dependência da empresa nas vendas de iPhones a par de uma maior oferta de serviços.

Foi assim que conseguiu o que nenhuma outra empresa cotada tinha atingido. Se à escala nacional, parece a um fosso de distância, a nível internacional nem tanto. Até julho, havia outra empresa mais valiosa: a SaudiAramco. Penalizada pela instabilidade no setor, que tem vivido a tendência contrária à tecnologia, a petrolífera saudita vale agora 1,8 biliões de dólares, ou seja, menos 10% que a Apple.

E foi também assim que se afastou igualmente das restantes big tech, depois de, no início do ano, quatro das principais empresas do setor terem atingido o marco de valerem mais de um bilião de dólares. A Amazon vale 1,66 biliões, seguida de perto pela Microsoft com 1,6 biliões e pela Alphabet (empresa-mãe da Google) com 1,06 biliões. Das FAANG, só o Facebook e a Netflix não chegam a este limiar.

Criada na garagem de Steve Jobs em 1976, a tecnológica começou a negociar em Wall Street a 12 de dezembro de 1980 a 22,00 dólares por ação. Desde então, passou pela crise das dotcom, quando a cotação caiu abaixo da barreira dos cinco dólares, mas recuperou, tendo-se tornado uma das mais importantes tecnológicas do mundo e valorizado 2.028% em bolsa.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Quanto valem os dois biliões da Apple? O mesmo que oito anos de PIB português

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião