App Stayaway Covid já tem mais de 120 mil utilizadores

Em poucos dias, a app que ajudará a rastrear eventuais contactos com pessoas infetadas pelo novo coronavírus já conta com mais de 120 mil utilizadores. Maioria dos downloads é de smartphones Android.

A Stayaway Covid está a atrair cada vez mais portugueses. Já chegou a mais de 120 mil smartphones, apenas alguns dias depois de ser disponibilizada nas lojas de aplicações da Google e da Apple. António Costa apela a que os cidadãos a descarreguem.

Depois de ter ficado disponível na Google Play Store, a app desenvolvida pelo INESC TEC com o ISPUP, a Keyruptive e a Ubirider chegou no fim de semana à Apple Store. No arranque da semana contabilizavam-se já cerca de 80 mil downloads, mas o número de portugueses que descarregam a aplicação continua a subir.

Dados cedidos ao ECO pelo INESC TEC mostram que, apenas nas últimas 24 horas, a aplicação foi descarregada mais de 40 mil vezes, com o total de downloads às 9h00 desta terça-feira, 1 de setembro, a ascender a 121.079. A maioria destes downloads é registado em Android (85.279), mas em iPhone há já 35.800 descargas, o dobro do dia anterior.

A expectativa é a de que o número de downloads continue a disparar nos próximos dias, agora que está feito lançamento oficial da aplicação portuguesa que pretende ajudar a rastrear eventuais contactos com pessoas infetadas pelo novo coronavírus.

António Costa, que já descarregou a aplicação, alertou, no lançamento da app, para a importância de todos os portugueses fazerem o download desta ferramenta. “É um dever cívico de cada um de nós evitar a transmissão da pandemia. E como é um dever cívico lavar as mãos, entendam também que é um dever cívico descarregar esta aplicação e sinalizarem se vierem a ser diagnosticados como estando positivos”, atirou.

Apesar da recomendação, nem todos estão a conseguir instalar a app, sendo que alguns, como a ministra da Saúde, Marta Temido, estão a sentir problemas em fazê-lo. “Ainda não consegui porque o sistema disse que tinha de ligar à corrente durante a noite”, disse.

A maior parte dos que não conseguirão fazê-lo será por causa do sistema operativo dos seus equipamentos. No caso dos Android, a app funciona com Android 6.0, ou “Marshmallow”, ou versões superiores, enquanto para os iPhones é preciso o iOS 13.5 ou posterior.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

App Stayaway Covid já tem mais de 120 mil utilizadores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião