Marisa Matias volta a candidatar-se às presidenciais

  • Lusa
  • 5 Setembro 2020

A eurodeputada do BE Marisa Matias vai voltar a concorrer às eleições presidenciais do próximo ano, adiantou à agência Lusa fonte próxima da candidata.

A eurodeputada do BE Marisa Matias vai voltar a concorrer às eleições presidenciais do próximo ano, adiantou à agência Lusa fonte próxima da candidata.

De acordo com a mesma fonte, para quarta-feira está marcada a primeira declaração de Marisa Matias no âmbito destas eleições, uma sessão que vai decorrer no Largo do Carmo, em Lisboa, e que contará com a presença de “trabalhadores que estão na linha da frente do combate à pandemia de covid-19 e na proteção de quem está mais vulnerável”.

Em 2016, a corrida ao Palácio de Belém na qual Marcelo Rebelo de Sousa foi eleito, a eurodeputada e dirigente do BE conseguiu o melhor resultado de sempre de um candidato da área política bloquista, ficando em terceiro lugar, com 10,12% dos votos.

Esta será a quarta vez que Marisa Matias irá protagonizar uma candidatura bloquista, tendo duas sido como cabeça de lista ao Parlamento Europeu (2014 e 2019) e a outra como candidata apoiada pelo BE às últimas presidenciais.

No final de maio, fonte oficial do partido revelou à agência Lusa que o BE iria debater a corrida presidencial “ainda antes do final do verão”, na semana em que a líder bloquista, Catarina Martins, afirmou que “o Bloco de Esquerda, no seu tempo”, apresentaria “a sua candidatura”.

Nessa altura, no programa da RTP1 “5 para a meia-noite”, Catarina Martins foi desafiada a escolher em quem votaria nas presidenciais: “Marcelo Rebelo de Sousa, Ana Gomes ou num candidato que o Bloco ainda vai arranjar”. “Eu nas últimas votei na Marisa Matias e gostei tanto”, disse apenas a coordenadora do BE.

Também em maio, Catarina Martins defendeu que o tema das eleições presidenciais “para o resto do país, incluindo para o Bloco”, não era a prioridade naquele momento, em plena crise pandémica, sendo “um debate que o Bloco faz com muita naturalidade”.

“Eu devo dizer que considero até que estamos numa posição particularmente privilegiada na forma como podemos fazer esse debate interno e nas soluções que temos para esse momento”, afirmou então.

Na última convenção do BE, em novembro de 2018, Catarina Martins anunciou à reunião magna que iria propor Marisa Matias como cabeça de listas às eleições europeias de 2019.

Nesse discurso, a líder bloquista passou em revista o percurso da candidata, elogiando a “eurodeputada incansável”, “a ativista presente” e a “militante corajosa que nunca recusou um combate por difícil que fosse”.

“Ela foi a candidata que teve mais votos em Portugal numa eleição presidencial e algum dia uma mulher será Presidente”, destacou então.

Marisa Isabel dos Santos Matias nasceu em Coimbra em 20 de fevereiro de 1976 é socióloga. Desde cedo que se envolveu em causas estudantis e cívicas, tendo sido mandatária nacional do “Movimento Cidadania e Responsabilidade pelo Sim”, aquando do referendo nacional pela despenalização do aborto em 2007, tendo sido em 2009 eleita pela primeira vez eurodeputada do BE. Em 2014, a primeira vez que encabeçou uma candidatura, o BE elegeu apenas um eurodeputado, perdendo dois mandatos em relação a 2009, caindo para quinto lugar no “ranking” e ficando atrás da surpresa que veio então do MPT, com Marinho e Pinto. Já nas últimas europeias o BE voltou a recuperar o lugar de terceira força política e conseguiu dois mandatos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Marisa Matias volta a candidatar-se às presidenciais

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião