EDP Ventures Brasil e brasileira Canary investem 480 mil euros em startup

  • Lusa
  • 8 Setembro 2020

A startup Clarke Energia orienta empresas a poupar na conta de energia através de estudos tarifários, eficiência energética, monitorização de consumo ou compra de energia no mercado livre.

A EDP Ventures Brasil, veículo de investimento de capital de risco do Grupo EDP, e a brasileira Canary, que investe em empresas emergentes, vão colocar três milhões de reais (480 mil euros, câmbio atual) na startup Clarke Energia. A startup, criada em dezembro de 2019 no estado brasileiro da Bahia, orienta empresas a poupar na conta de energia através de estudos tarifários, eficiência energética, monitorização de consumo ou compra de energia no mercado livre.

“O trabalho da Clarke tem especialmente grande importância para médias e pequenas empresas. Além disso, os serviços oferecidos têm sinergia com algumas áreas da operação da EDP, como a comercialização e serviços de energia. (…) O nosso objetivo é apoiar as startups do nosso portfólio com know how (conhecimentos) do mercado de energia e o suporte das nossas unidades de negócio, para que possam escalar rapidamente”, indicou em comunicado o vice-presidente de Estratégia, Inovação e Novos Negócios da EDP Brasil, Carlos Andrade.

Segundo a assessoria de imprensa da EDP Brasil, a Clarke Energia proporciona, em média, uma redução de 10% a 20% na conta mensal de luz, identificando ineficiências tarifárias e apresentando soluções. A startup simula quanto a empresa economizaria se migrasse para outras modalidades e orienta sobre eficiência das suas operações.

A missão da Clarke é mudar a forma como as empresas se relacionam com a energia. Entendemos que a conta de luz é complexa, mas se você entende um pouco, consegue economizar bastante e reduzir o seu impacto ambiental. O apoio da EDP Ventures é fundamental para trazer a bagagem do setor elétrico europeu para o Brasil e fazer com que o nosso setor seja modernizado”, destacou o CEO da Clarke Energia, Pedro Rio.

Criada em maio de 2018, a EDP Ventures Brasil é o primeiro veículo de investimento do setor elétrico brasileiro, com um orçamento inicial de 30 milhões de reais (4,75 milhões de euros) destinados a ‘startups’ que atuam nos setores de “energia renovável, redes inteligentes, armazenamento de energia, inovação digital, soluções com foco no cliente e áreas transversais”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

EDP Ventures Brasil e brasileira Canary investem 480 mil euros em startup

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião