Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

  • Lusa
  • 19 Setembro 2020

Polícia e manifestantes que protestavam contra as restrições para conter pandemia envolveram-se este sábado em confrontos na capital britânica.

A polícia de Londres, Inglaterra, entrou este sábado em confronto com manifestantes que protestavam contra as restrições que visam conter a disseminação do novo coronavírus.

De acordo com a agência Associated Press (AP), os confrontos ocorreram quando a polícia tentava dispersar centenas de manifestantes reunidos em Trafalgar Square, no centro de Londres.

Alguns dos participantes no protesto formaram bloqueios para impedir a polícia de consumar a prisão de manifestantes e o trânsito foi interrompido naquela zona, localizada a menos de um quilómetro da residência oficial do primeiro-ministro Boris Johnson.

Segundo a AP, o comício “Resistir e Agir pela Liberdade” incluiu dezenas de pessoas segurando faixas e cartazes, como um onde se podia ler “Isto agora é tirania” e indicava “Liberdade”. A polícia afirmou que na manifestação existiram “bolsas de hostilidade” e “surtos de violência contra os agentes” policiais.

Em comunicado, a polícia inglesa frisou que os manifestantes estavam a colocar-se “a si mesmos e a outros em risco” e pediu aos participantes no comício de Londres que dispersassem imediatamente ou corriam o risco de ser presos.

O governo conservador da Grã-Bretanha impôs esta semana uma proibição de todas as reuniões sociais com mais de seis pessoas numa tentativa de lidar com um aumento acentuado nos casos de covid-19 no país, mas as autoridades estão a considerar aplicar restrições ainda mais rígidas, acrescenta a AP.

O primeiro-ministro, Boris Johnson, disse na sexta-feira que a Grã-Bretanha “agora está a assistir a uma segunda onda” do novo coronavírus, depois de ver o mesmo em França, Espanha e em toda a Europa.

A Grã-Bretanha tem o pior número de mortes na Europa na pandemia, com 41.821 mortes confirmadas relacionadas com o vírus, mas especialistas dizem que todos os números subestimam o verdadeiro impacto da pandemia.

Mais 4.422 casos

Com mais de 4.400 novos casos registados hoje, o Reino Unido conta agora 390.358 infeções pelo novo coronavírus e sobe para 41.759 mortes, num dia em que 27 pessoas morreram dentro de um espaço de 28 dias depois de terem testado positivo para a covid-19.

De acordo com os dados avançados na sexta-feira, a direção geral de Saúde de Inglaterra estima que o índice de transmissibilidade efetivo (Rt) se encontre entre 1,1 e 1,4, acima do nível máximo de 1 considerado seguro.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião