Juiz Pedro Mourão arrisca expulsão por ter vivido em casa de arguido do processo BPN

  • ECO
  • 26 Setembro 2020

Pedro Mourão viveu durante "meia dúzia de anos", sem pagar renda, em casa de um dos arguidos do processo BPN, e a quem o Estado reclama mais de 100 milhões de euros.

O juiz desembargador Pedrou Mourão arrisca a expulsão do Conselho Superior da Magistratura (CSM) por suspeitas de ter violado uma regra do estatuto. De acordo com o Correio da Manhã (acesso pago), este terá vivido numa casa, sem pagar renda, pertencente a Carlos Marques, arguido num dos processos do BPN. Pedro Mourão afirma que “desconhecia a situação”.

Em curso está já uma investigação do CSM, tendo sido nomeado um inspetor judicial extraordinário, podendo o juiz Pedro Mourão vir mesmo a ser expulso da magistratura. De acordo com o CM, este terá vivido durante “meia dúzia de anos”, sem pagar renda, numa moradia com piscina em Queijas, Oeiras, pertencente a Carlos Marques, arguido num dos processos do BPN e a quem o Estado reclama mais de 100 milhões de euros.

Em declarações ao CM, Pedro Mourão confirmou já ter sido ouvido pelo inspetor judicial, acreditando que “o desfecho deverá ser o arquivamento do inquérito”. “Quando fui por favor para essa casa desconhecia a situação. O facto de o senhorio ser uma empresa desse meu amigo Carlos Marques que está com problemas com a Justiça é uma coisa que me transcendia. Ou seja, a situação em concreto não me colocava em crise o que quer que fosse”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Juiz Pedro Mourão arrisca expulsão por ter vivido em casa de arguido do processo BPN

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião