Daimler e Swiss Re formam joint venture para explorar potencial da condução autónoma

  • ECO Seguros
  • 12 Outubro 2020

A empresa conjunta irá operar na qualidade de MGA (Managing General Agent), prevendo estrear-se na introdução de serviços e produtos de seguros em França, a partir de fevereiro de 2021.

A resseguradora suíça e a Daimler, matriz da Mercedes-Benz, acordaram a criação de uma empresa conjunta (joint venture), detida em partes iguais e sediada em Berlim, para operar como intermediária no mercado emergente de seguros para veículos conectados e cada vez mais autónomos.

Resultado da parceria, a designada Movinx assenta nas competências específicas dos signatários (automóveis e seguros) e surge para explorar o potencial de dados gerados por sistemas de tráfego, reflexos dos automóveis do futuro e comportamento dos condutores. O objetivo da aliança é inovar no desenvolvimento de produtos de seguros customizados totalmente digitais e monetizar a oportunidade criada pela nova realidade nos ecossistemas da mobilidade, assumem as parceiras em comunicado.

“Antes mesmo de os automóveis saírem das linhas de montagem, sabemos como reagirão em situações de emergência permitindo-nos fornecer às seguradoras uma lista de critérios que ajudam a melhorar a subscrição de risco”, afirmou Pravina Ladva, responsável de transformação digital na Swiss Re.

Através da quantidade de sistemas avançados de assistência à condução que equipam os veículos (ADAS na sigla do setor automotive), a Swiss Re já fornece soluções que definem o índice de segurança dos automóveis e até custos de reparação em caso de sinistro, facilitando assim o cálculo do risco associado a cada veículo.

Por seu lado, Ingo Telschow, diretor da Daimler Insurance Services, referiu que a fabricante automóvel está disposta a aprofundar o seu envolvimento na cadeia de valor do negócio segurador: “Queremos oferecer produtos para todas as pessoas,” quer recorram à partilha automóvel por apenas alguns minutos (car sharing), aos seguros de longo prazo ou ao aluguer automóvel.

A jv irá operar na qualidade de MGA (managing general agent) e iniciar a introdução de seguros em França, a partir de fevereiro de 2021, expandindo depois para o resto da Europa, Américas e Ásia.

Segundo refere ainda o comunicado conjunto, a Movinx está aberta à cooperação com outros fabricantes automóveis, fornecedores de soluções de mobilidade e seguradoras locais.

 

 

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Daimler e Swiss Re formam joint venture para explorar potencial da condução autónoma

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião