BCP com 125 mil moratórias no crédito. Deu 2,4 mil milhões nas linhas Covid

Miguel Maya, CEO do banco, diz não temer o fim das moratórias. "O risco está em retirar os apoios aos clientes antes de retomarem a atividade, em retirar a água antes de terminar o deserto", disse.

O BCP emprestou 2,4 mil milhões de euros às empresas através das linhas de crédito Covid-19 e concedeu 125 mil moratórias no valor de nove mil milhões de euros.

Nas linhas de crédito, o banco diz ter realizado quase 17 mil operações na primeira e segunda vaga, assumindo uma posição de “liderança de mercado” com uma quota de 38% do montante aprovado.

No que diz respeito às moratórias, foram concedidas pouco mais de 101 mil operações a particulares no valor de 4,2 mil milhões de euros. Deste montante, 91% diz respeito a crédito à habitação. Em relação às empresas, o banco deu 23,9 mil moratórias no valor de 4,7 mil milhões de euros, do qual 88% corresponde a crédito performing.

Miguel Maya disse que “o risco não está nas moratórias” terminarem. “O risco está em retirar os apoios aos clientes antes de retomarem a atividade, em retirar a água antes de terminar o deserto”, referiu o CEO em conferência de resultados. O BCP registou uma queda de 46% dos lucros para 146,3 milhões de euros até setembro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP com 125 mil moratórias no crédito. Deu 2,4 mil milhões nas linhas Covid

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião