Portugal regista 4.007 novas infeções por Covid-19 e mais 39 mortes

Atualização dos dados do vírus é feita numa altura em que o Governo está reunido em Conselho de Ministros Extraordinário para decidir novas medidas de combate à pandemia.

Depois de ter ultrapassado esta semana a barreira dos quatro mil casos diários e registado recordes sucessos, Portugal recua no número de novas infeções. Foram identificados 4.007 novos casos de Covid-19, elevando para 141.279 o total de infetados desde o início da pandemia. O número de mortes diárias também também diminuiu ligeiramente, com 39 óbitos contabilizados nas últimas 24 horas, segundo a última atualização da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Apesar de a grande maioria dos infetados estar a recuperar em casa, o número de internamentos continuar. Há mais 45 pessoas nos hospitais, colocando o total em 1.972. Destes, há 286 pessoas nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), o que significa um aumento de 11 pessoas e o valor mais elevado de sempre, tal como já tinha sido antecipado que ia acontecer pela ministra da Saúde Marta Temido.

Há ainda 64.514 pessoas sob vigilância das autoridades de saúde, ou seja, mais 791 do que no balanço de quinta-feira. Os dados revelados pelas autoridades de saúde dão ainda conta de mais 2.831 recuperados. No total, 80.280 pessoas recuperaram da doença. Já o número de vítimas mortais da Covid-19 subiu para 2.507.

Há agora 58.492 casos ativos, a lutarem contra a doença, mais 1.137 pessoas do que no balanço anterior. Tal como se tem verificado nos últimos dias, a maioria dos novos casos foi registada na região Norte. Dos novos casos confirmados no total das últimas 24 horas, 1.900 localizam-se nesta região (71,6%), seguidos pela região de Lisboa e Vale do Tejo, que contabilizou 1.406 novas infeções (29%).

O Norte mantém-se, assim, como a região com mais casos até ao momento (63.327 casos de infeção e 1.111 mortes), seguindo-se de Lisboa e Vale do Tejo (59.343 casos e 992 mortes), do Centro (12.287 casos e 314 mortes), do Algarve (2.779 casos e 28 mortes) e do Alentejo (2.734 casos e 47 mortes). Nas ilhas, os Açores registam 369 casos e 15 mortos, enquanto a Madeira tem 440 pessoas infetadas e continua sem registar nenhuma vítima mortal.

(Notícia atualizada às 14h20)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Portugal regista 4.007 novas infeções por Covid-19 e mais 39 mortes

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião