Startup portuguesa knok healthcare capta 1,7 milhões de financiamento para expandir vídeo-consultas

Startup portuguesa levantou investimento seed para acelerar democratização do acesso à saúde através de vídeo-consultas.

A startup portuguesa da área da saúde knok healthcare, fechou uma ronda de investimento seed no valor de 1,7 milhões de euros e liderada pelo fundo de impacto social Mustard Seed MAZE. Com o financiamento, a empresa quer acelerar a democratização do acesso à saúde através de vídeo-consultas. A ronda conta ainda com a participação do Fundo de Inovação Social, da FascinanteFólio do Porto e da Ryse Asset Management de Londres.

“Estamos muito satisfeitos com o fecho desta ronda, que nos vai permitir reforçar a equipa comercial e acelerar a entrada em novos mercados com produtos e serviços cada vez mais diferenciadores. Todos temos consciência do impacto que a Covid-19 teve em lares de idosos, por isso estamos neste momento a preparar uma solução específica para ajudar nesse desafio, que esperamos ser ainda muito útil em curto prazo, tanto em Portugal como no Reino Unido”, assinala José Bastos, cofundador e CEO da knok, acrescentando: “Com o apoio de investidores de qualidade como os nossos, conseguiremos gerar ainda mais impacto social, levando o acesso a saúde de qualidade a muitos mais milhões de pessoas”.

Atualmente, a knok serve uma base de mais de 1,2 milhões de pacientes e é líder nacional na prestação de vídeo-consultas, contando com parceiros como a EuropAssistance, AdvanceCare e Medicare, o Grupo Lusíadas Saúde e a NOS telecomunicações, entre outros. Conta com clientes em países como o Brasil, África do Sul e Angola, entre outros e, desde o início de outubro, é um fornecedor de serviços acreditado da NHS do Reino Unido, e está a preparar a entrada nos mercados indiano e italiano.

“Esta é uma solução de médicos para médicos, pensada para as melhores práticas clínicas, com foco na utilização por quem não é especializado em tecnologia. (…) No nosso plano de desenvolvimento tecnológico, temos funcionalidades únicas como consultas multidisciplinares e de grupo, que permitirão que um médico, o paciente e um familiar ou um cuidador possam participar na mesma vídeo-consulta, partilhando informação de forma segura e simples, eliminando todos os dias barreiras de acesso à saúde”, sublinha João Magalhães, cofundador e CTO.

Para Henry Wigan, partner da Mustard Seed MAZE, “a urgência na prestação de serviços médicos remotos foi acelerada pela recente pandemia e, em muitos casos, tornou-se a única opção para doentes crónicos ou em situação não urgente”. Já Marco Fernandes, CEO da PME Investimentos, entidade gestora do FIS – Fundo para a Inovação Social, assinala a importância de um produto como o da knok atualmente. “É um projeto numa área que adquiriu nos nossos dias uma importância vital – serviços de saúde mais acessíveis digitalmente para todos e à distância de um simples click”.

Fundada em 2015, a knok tem como objetivo facilitar o acesso a médicos de saúde primária através do uso de uma aplicação. “A taxa de sucesso do acesso de um paciente a uma vídeo-consulta através da nossa plataforma é de 97,6%”, afirma José Bastos, CEO da knok.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Startup portuguesa knok healthcare capta 1,7 milhões de financiamento para expandir vídeo-consultas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião