Importação de equipamentos para fazer exercício atinge máximo histórico em 2020

Quebras registadas nos primeiros meses do ano foram mais que compensadas pelo crescimento das importações de equipamentos de exercício em junho e julho, que registaram aumentos homólogos de 44% e 42%.

Nunca a União Europeia importou tantos equipamentos de exercício físico como em 2020, ano marcado pela pandemia de coronavírus e, consequentemente, pelo confinamento. Com grande parte dos europeus fechados em casa, a comercialização destes produtos disparou, especialmente nos meses de verão. Vêm, maioritariamente, da China.

“Para prevenir a disseminação da pandemia de Covid-19, países por todo o mundo tomaram uma série de medidas restritivas, que afetaram negativamente o comércio internacional de bens. No entanto, ao mesmo tempo, aumentou a procura por uma série de produtos, nomeadamente, equipamentos de exercício, que ganharam popularidade após a limitação de atividades dentro de portas nos ginásios e outras infraestruturas desportivas“, revela o Eurostat.

O gabinete europeu de estatísticas divulgou esta quinta-feira dados que indicam que, nos primeiros meses de 2020, a importação de equipamentos de exercício na União Europeia diminuiu. Contudo, essas quebras foram mais que compensadas pelo crescimento em junho e julho, que registaram aumentos homólogos de 44% e 42%.

“Nos anos passados, as importações de equipamentos de exercício normalmente atingem o pico no fim de ano ou início do seguinte”, lembra o Eurostat. Quanto à origem dessas importações, a China é o principal parceiro comercial de fora da UE, representando 73% do total. Seguem-se Taiwan (9%), Estados Unidos (8%) e Reino Unido (5%).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Importação de equipamentos para fazer exercício atinge máximo histórico em 2020

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião