Queixas no setor da Saúde disparam 71%. Um quinto está relacionado com Covid-19

O número de reclamações dirigidas às farmácias aumentou em mais de 200% este ano, nomeadamente devido a problemas na venda de máscaras e preços do álcool gel desinfetante.

Numa altura em que o mundo se vê a braços com uma crise pandémica, o número de queixas sobre a saúde disparou em Portugal. Desde o início do ano, já se registaram mais de 6 mil reclamações no Portal da Queixa, o que representa um aumento de 71% face ao mesmo período do ano passado. Cerca de um quinto das queixas estão relacionada com a Covid-19.

Os planos e seguros de Saúde concentraram a maior parte das queixas: 1.261 desde o início do ano até 9 de novembro, segundo o estudo do Portal da Queixa. Seguem-se as farmácias (932), os hospitais e maternidades (930) e os grupos de Saúde privados (824). Apesar de todos registarem subidas face ao ano passado, as farmácias destacam-se, ao terem registado um aumento nas queixas de 231%.

Quase dois terços das reclamações dizem respeito ao setor privado, enquanto 35,1% foram para o público. Nos centros de saúde, a dificuldade de marcação de consulta foi o principal motivo de queixa, representando mais de metade do total de queixas dirigidas a estes organismos, enquanto nos hospitais públicos, 21% das reclamações deveram-se a mau atendimento.

Já nos hospitais e clínicas privadas, os principais motivos de queixa dos portugueses foram a faturação errada (43%), a cobrança de taxas para kits de proteção (23%) e mau atendimento (12%). Nos laboratórios de análises clínicas, problemas relacionados com o rastreio à Covid-19 levaram a 27% das reclamações.

Quanto às farmácias, registaram-se várias queixas no início da pandemia, nomeadamente com o acesso aos produtos de combate à pandemia “Os problemas relacionados com a venda de máscaras geraram 58% das queixas registadas e os preços praticados no álcool gel desinfetante originaram 37% das reclamações”, indica a plataforma.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Queixas no setor da Saúde disparam 71%. Um quinto está relacionado com Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião