Trump acaba com programas de estímulo económico

  • Lusa
  • 20 Novembro 2020

Trump considera que alguns dos programas de empréstimos destinados a apoiar a recuperação económica, decorrente da pandemia, não deveriam ser prolongados até 31 de dezembro.

A administração Trump anunciou na quinta-feira que não vai prolongar vários programas implementadas em março, por causa da pandemia, e pediu à Reserva Federal (Fed) dos Estados Unidos da América (EUA) a devolução dos valores restantes.

A decisão foi comunicada à Fed pelo executivo do ainda Presidente dos EUA, o republicano Donald Trump, que considera que alguns dos programas de empréstimos destinados a apoiar a recuperação económica, decorrente da pandemia, não deveriam ser prolongados até 31 de dezembro, dá conta agência France-Presse (AFP).

De acordo com uma missiva enviada pelo Secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, ao presidente da Fed, é solicitada a devolução ao Tesouro dos “fundos não utilizados”.

“Isso permitirá ao Congresso realocar 455 mil milhões de dólares”, acrescentou o governante.

Na réplica, a Fed disse que “prefere que o pacote de medidas de emergência implementadas” durante a pandemia da doença (Covid-19) provocada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) “continue a desempenhar o papel importante de apoio” à economia norte-americana “ainda tensa e vulnerável”.

A carta enviada pelo Secretário do Tesouro pede, no entanto, o prolongamento dos restantes programas por mais 90 dias.

O Governo norte-americano implementou vários programas de estímulo à economia do país, uma vez que o “Grande Confinamento” decretado em todo o mundo e que incluiu também os Estados Unidos encerrou durante um período alargado vários setores de atividade e “atirou” milhões de cidadãos para o desemprego.

Contudo, muitos destes programas de empréstimos não tiveram o sucesso esperado e receberam, inclusive, críticas da Fed.

A decisão surge na mesma altura em que os números de infeções está a aumentar rapidamente em todo o país, provocando mais restrições à atividade económica, uma vez que várias empresas estão a encerrar por causa de surtos entre os funcionários.

Mas o Presidente eleito Joe Biden disse, também na quinta-feira, que um novo confinamento total a nível nacional está fora de questão.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Trump acaba com programas de estímulo económico

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião