Há quatro patamares de risco no país. 47 concelhos estão no nível “extremamente elevado”

Foram criados quatro patamares de risco, desde o moderado ao extremamente elevado, tendo sido definidas medidas específicas para travar a pandemia em cada um deles. Veja-as aqui.

A Covid-19 obrigou o Governo a dividir os concelhos de acordo com o risco de transmissão. Foram criados quatro patamares de risco, desde o moderado ao extremamente elevado, tendo sido definidas medidas específicas para cada um destes patamares.

Há 65 concelhos considerados de risco moderado, em que se aplicam as medidas de restrição gerais. Entre estes estão 17 que até aqui eram considerados de risco elevado. Apresentaram uma redução do número de casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, passando a contar com medidas menos restritivas do que até agora.

Foram estes os concelhos:

  1. Aljustrel;
  2. Alvaiázere;
  3. Beja;
  4. Borba;
  5. Caldas da Rainha
  6. Carrazeda de Ansiães;
  7. Ferreira do Alentejo
  8. Fornos de Algodres;
  9. Golegã
  10. Santa Comba Dão;
  11. São Brás de Alportel
  12. Sousel;
  13. Tábua;
  14. Tavira;
  15. Vila Real de Santo António;
  16. Vila Velha de Ródão;
  17. Vila Flor

No caso do risco elevado, com entre 240 a 480 novos casos por 100 mil habitantes, estão agora 86 concelhos, a maioria deles no centro e sul do país, havendo alguns no Algarve.

Nestes concelhos, aplicam-se estas medidas:

  • Mantém-se a proibição de circulação na via pública entre as 23h00 e as 5h00;
  • Estabelecimentos comerciais têm de encerrar às 22h00;
  • Restaurantes e equipamentos culturais encerram às 22h30;
  • E vão ser feitas ações de fiscalização do cumprimento de teletrabalho obrigatório.

Existem depois os concelhos que estão no risco muito elevado, com mais de 480 a 960 novos casos por 100 mil habitantes, que chega a zonas mais populosos. São, ao todo, 80 concelhos.

É neste patamar, de risco muito elevado, que está Lisboa e os concelhos limítrofes, casos de Loures e Odivelas, mas também Sintra e Cascais. E existem também muitos concelhos do norte do país que estão neste patamar.

Por último, onde os novos casos superam os 960 por 100 mil habitantes. Neste patamar estão 47 concelhos, incluindo o do Porto. E a grande maioria deles concentra-se nos concelhos à volta desta cidade, apanhando municípios como Felgueiras e Paços de Ferreira.

Apesar da distinção do nível de risco, o Governo decidiu aplicar as mesmas medidas restritivas a ambos os patamares.

Assim, a partir de terça-feira, 24 de novembro e até 8 de dezembro, as medidas a aplicar nestes concelhos são:

  • Nos sábados, domingos e feriados de 1 e 8 dezembro fica proibida a circulação na via pública e encerramento de estabelecimentos comerciais entre as 13h00 e as 5h00;
  • Nas vésperas dos feriados, ou seja, a 30 de novembro e 7 de dezembro, é decretado o encerramento dos estabelecimentos comerciais a partir das 15h00.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Há quatro patamares de risco no país. 47 concelhos estão no nível “extremamente elevado”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião