BRANDS' CAPITAL VERDE EDP junta-se a clientes e colaboradores para doar três mil cabazes de Natal a famílias carenciadas

  • Capital Verde + EDP
  • 24 Novembro 2020

Por cada cabaz adquirido pelos clientes da EDP Comercial ou pelos colaboradores do grupo, a empresa doa outro. Clientes vão ainda escolher instituições que terão obras de melhoria energética.

A EDP Comercial está a desafiar os seus clientes a juntarem-se à empresa e a proporcionarem um Natal mais feliz e recheado a famílias carenciadas. Através do Planeta Zero, lançado na app Zero, já é possível inscrever-se para oferecer cabazes alimentares de Natal a famílias apoiadas pela Associação Movimento Defesa da Vida (MDV) e pela ENTRAJUDA.

Os clientes da EDP vão poder escolher a família que querem apoiar e conhecer a idade das crianças para, se assim pretenderem, personalizarem a sua oferta e acrescentarem brinquedos ou outros presentes. Por cada cabaz atribuído, a EDP Comercial vai doar outro, de forma a apoiar mais famílias. Quando entregar o seu donativo num dos pontos da MDV, o cliente ganhará Zs, os pontos da Geração Zero que permitem aderir a ofertas exclusivas e a descontos em parceiros sustentáveis, com novidades todas as semanas.

Esta é uma das iniciativas de Natal da recente app Zero que, em menos de três meses, já foi descarregada por 250 mil pessoas, e que pretende ser o programa de referência em Portugal de promoção da sustentabilidade. A partir do início de dezembro e durante quatro semanas, os utilizadores do Planeta Zero também vão poder escolher as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) que receberão obras de melhoria energética, no valor de oito mil euros cada. Para isso, deverão votar todas as semanas numa das três instituições apresentadas. As mais votadas semanalmente terão melhorias de climatização, troca de janelas, substituição de sistemas de iluminação por alternativas eficientes, entre outros serviços, de acordo com necessidades. Com este desafio, a EDP Comercial pretende melhorar as condições de habitação de muitas destas instituições, estimando-se que, em Portugal, a pobreza energética ainda afeta a casa de dois milhões de pessoas.

Mantendo a ligação da sustentabilidade com o apoio social, a EDP Comercial juntou-se também ao Pinheiro Bombeiro, que já doa cinco euros para a compra de material de proteção contra incêndios. Este Natal, por cada pinheiro alugado pelos clientes, através de um código gerado pela App Zero, será doado outro a IPSS de todo o país, de forma a iluminar o Natal de idosos carenciados e de crianças sem família.

Todas estas iniciativas podem ser encontradas no Planeta Zero, que durante as próximas semanas terá também workshops grátis com temática natalícia, assim como dicas e desafios de economia circular e de sustentabilidade ligados ao Natal, de forma a tornar esta época mais verde e com menos desperdício. Serão também disponibilizados novos descontos em produtores locais e parceiros que promovem a economia circular.

Programa de voluntariado da EDP também prepara cabazes para famílias carenciadas e sacos-cama para sem abrigo

A EDP lança todos os anos uma campanha de voluntariado de Natal para os seus colaboradores, que têm apoiado inúmeras causas ao longo dos últimos anos.

Em 2020, a pandemia agravou algumas das discrepâncias já existentes na sociedade e afetou economicamente muitas famílias, sendo o acesso a bens essenciais uma das prioridades da atual emergência social. Assim, a EDP também vai incentivar os colaboradores da empresa a participarem na oferta de cabazes de Natal com produtos alimentares. Em parceria com a ENTRAJUDA, estes cabazes serão distribuídos por famílias carenciadas, já identificadas nos 18 distritos de Portugal Continental. Por cada cabaz doado pelo colaborador, a EDP doa outro.

Outra das iniciativas desta campanha é a entrega de sacos-cama a quem mais precisa. Com esta ação, a EDP espera apoiar mais de 1.700 pessoas carenciadas, apoiadas por seis delegações do CASA (Centro de Apoio ao Sem Abrigo).

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

EDP junta-se a clientes e colaboradores para doar três mil cabazes de Natal a famílias carenciadas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião