Nas notícias lá fora: Joe Biden, Reino Unido e Endesa

  • ECO
  • 25 Novembro 2020

Joe Biden deu a primeira entrevista como Presidente eleito e garante que este não será um "terceiro mandato de Obama". No Reino Unido desdobram-se esforços para combater a pandemia.

Joe Biden deu a primeira entrevista como Presidente eleito dos Estados Unidos, afirmando que este não será “um terceiro mandato de Obama”. No Reino Unido, a situação não é muito positiva, com o país a emitir um recorde de dívida devido à pandemia e a enfrentar um risco de “crise económica sistémica” devido ao Brexit. Em França, o Governo de Emmanuel Macron avança com taxas digitais contra grupos tecnológicos dos EUA.

NBC News

Este não será “um terceiro mandato de Obama”, diz Joe Biden

A Administração de Biden não será “um terceiro mandato de [Barack] Obama”, disse Joe Biden, naquela que foi a primeira entrevista depois de ter sido eleito Presidente dos Estados Unidos. “Enfrentamos um mundo totalmente diferente do que enfrentamos na administração Obama-Biden”, continuou o democrata, referindo que Donald Trump “mudou a paisagem” e colocou a América “em primeiro lugar”… sozinha. Leia a notícia completa na NBC News (acesso livre, conteúdo em inglês)

Bloomberg

Reino Unido vai emitir quase 500 mil milhões em dívida para travar pandemia

O Gabinete de Gestão de Dívida britânico vai anunciar esta quarta-feira quase 100 mil milhões de libras (112,4 mil milhões de euros) de emissão extra de Obrigações do Tesouro para o período entre dezembro e março, elevando o montante do ano para 482,8 mil milhões de libras (542,1 mil milhões de euros), de acordo com uma estimativa. Este valor, que vai servir para travar a pandemia, é mais do dobro do recorde registado durante a crise financeira. Leia a notícia completa na Bloomberg (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

The Guardian

Reino Unido enfrenta risco de “crise económica sistémica” devido ao Brexit

O Governo britânico admitiu que o Reino Unido enfrenta uma maior probabilidade de enfrentar uma “crise económica sistémica” ao completar o processo de saída da União Europeia a meio da segunda vaga da pandemia. As conclusões constam de um relatório do gabinete do Executivo e alertam para o “risco notável” de se enfrentar uma “tempestade” de desastres simultâneos, desde “inundações graves, gripe pandémica e uma nova doença infecciosa emergente”, “num cenário que tem como pano de fundo o fim do período de transição [do Brexit]”. Leia a notícia completa no The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês)

Financial Times

França avança com taxas digitais contra grupos tecnológicos dos EUA

As autoridades fiscais francesas já começaram a exigir o pagamento de taxas digitais aos grupos tecnológicos norte-americanos. Facebook e Amazon estão entre as empresas que já receberam uma comunicação formal. A cobrança deste imposto, apelidada por Washington como um exemplo de uma prática comercial injusta, já que afeta principalmente as empresas americanas, ameaça reacender as tensões comerciais transatlânticas e desencadear novas tarifas na Europa. Leia a notícia completa no Financial Times (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

Expansión

Endesa paga seis mil milhões em dividendos e lança mega plano de investimentos

A espanhola Endesa vai manter o seu pagamento habitual de dividendos em dinheiro e vai distribuir aos acionistas quase 6.000 milhões de euros pelo menos até 2023, informou a empresa na apresentação do novo plano estratégico que foi feito a investidores internacionais. A empresa italiana Enel, que detém 70% do grupo, será a maior beneficiada. Este plano estratégico inclui ainda um mega plano de investimentos avaliado em 25 mil milhões de euros. Leia a notícia completa no Expansión (acesso livre, conteúdo em espanhol)

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: Joe Biden, Reino Unido e Endesa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião