António Costa testa negativo, mas fica em isolamento profilático

  • ECO
  • 17 Dezembro 2020

Emmanuel Macron apresentou sintomas da doença, tendo então feito um teste ao coronavírus, cujo resultado foi positivo. António Costa testou negativo, mas vai ficar em isolamento profilático.

Emmanuel Macron, testou positivo ao novo coronavírus, de acordo com um comunicado oficial do Eliseu, a sua residência oficial, citado pelo Le Monde (conteúdo em francês). Esteve reunido com António Costa esta quarta-feira, em Paris, que entretanto já testou negativo, mas vai ficar em “isolamento profilático preventivo”.

Depois do diagnóstico estabelecido pelos “testes RT-PCR realizados assim que surgiram os primeiros sintomas” Emmanuel Macron “irá isolar-se durante sete dias”, mas “continuará a trabalhar e a zelar pelas suas atividades à distância”, acrescenta a presidência. Ao fim desses sete dias, repetirá o teste.

Citado pelo Le Monde, o presidente do Senado referiu que, provavelmente, se terá tratado de um “caso de contacto” e que o primeiro-ministro francês, Jean Castex, está também em isolamento.

O Presidente francês esteve reunido esta quarta-feira com António Costa em Paris, cujo principal tema em cima da mesa foi a preparação da presidência portuguesa da União Europeia. O encontro aconteceu no Palácio do Eliseu, tal como mostrou António Costa no Twitter.

“Em virtude da confirmação do teste positivo do Presidente francês (…) o primeiro-ministro encontra-se em isolamento profilático preventivo até avaliação do grau de risco por parte das autoridades de saúde“, refere uma nota do Gabinete de António Costa, enviada à imprensa, acrescentando que este “não apresenta quaisquer sintomas”. Por volta das 17h10 foi conhecido o resultado do teste que António Costa foi fazer: deu negativo.

“O primeiro-ministro testou negativo para o Covid-19 no teste que efetuou hoje de manhã, já previamente agendado no âmbito da preparação para a deslocação às Forças Nacionais Destacadas (FND) na República Centro-Africana e Mali e visitas oficiais a São Tomé e Príncipe e Guiné Bissau, previstas para os dias 18 a 20 de dezembro”, refere um comunicado do gabinete de António Costa. No mesmo comunicado, refere-se que o primeiro-ministro “mantém o isolamento profilático preventivo, aguardando que a autoridade de saúde defina o confinamento resultante do contacto de risco, na sequência da reunião de trabalho presencial que teve ontem com o Presidente francês Emmanuel Macron”.

“O primeiro-ministro mantém toda a atividade executiva e a agenda de trabalho não presencial, tendo já hoje presidido por videoconferência à reunião sobre o Plano Nacional de Vacinação de combate à Covid-19 e estando a presidir, também por videoconferência, à reunião de Conselho de Ministros”, acrescenta-se.

No Twitter, o primeiro-ministro publicou uma foto a realizar o teste e onde escreve: “Em virtude da confirmação do teste positivo do Presidente francês, com quem estive ontem no Palácio do Eliseu, estou em isolamento profilático preventivo até avaliação do grau de risco por parte das autoridades de saúde“.

O primeiro-ministro tinha marcada para esta sexta-feira uma visita a São Tomé e Príncipe e Guiné Bissau, onde ficaria até domingo, mas entretanto essa deslocação foi cancelada, “bem como toda a agenda política que implique a sua presença física”, diz a mesma nota. Apesar disso, António Costa “mantém toda a atividade executiva e a agenda de trabalho, que realizará à distância”.

Minutos depois desta notícia, o jornal espanhol El País avança que Pedro Sánchez estará também em quarentena até 24 de dezembro, depois de ter almoçado com Emmanuel Macron esta segunda-feira. “O Presidente Sánchez fará um teste de imediato para conhecer a sua situação e decidir, com base nos resultados, a sua agenda para os próximos dias”, disse o Governo espanhol, em comunicado.

Recentemente, a diretora-geral de Saúde, Graça Freitas, testou positivo ao novo coronavírus, encontrando-se de quarentena desde 2 de dezembro. Após esta notícia, a ministra da Saúde realizou o teste, cujo resultado foi negativo. Dentro do Governo português, o ministro do Planeamento, o secretário de Estado do Planeamento e o ministro do Ensino Superior estiveram infetados.

(Notícia atualizada às 17h15 com resultado do teste)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

António Costa testa negativo, mas fica em isolamento profilático

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião