Empresa portuguesa faz testes à Covid-19 só com uma amostra de saliva

A BioJam vai lançar testes que permitem, em apenas 15 minutos, e com uma só amostra recolhida pela saliva, diagnosticar possíveis casos de Covid-19. Testes rápidos chegam "nos próximos dias".

A BioJam prepara-se para lançar testes de antigénio à Covid-19 que, a partir de uma amostra de saliva, permitem detetar em 15 minutos possíveis casos de infeção da doença. Estes testes da farmacêutica portuguesa poderão ser adquiridos em kits individuais e estarão disponíveis “nos próximos dias, ainda antes do Natal” em clínicas e laboratórios de análises clínicas.

“De uma forma mais simples e sem o desconforto associado aos convencionais testes de antigénio que utilizam as zaragatoas para recolha de amostra, o novo sistema de diagnóstico permite detetar, em apenas 15 minutos e de uma forma não invasiva, possíveis casos positivos de Covid-19“, anuncia a BioJam, em comunicado.

Assim, a partir das amostras de salivas é possível “eliminar o desconforto” associado à realização dos testes PCR ou mesmo dos testes rápidos que utilizam as zaragatoas para a recolha de amostras, “mantendo a segurança dos testes que apresentam uma especificidade de 100% e uma sensibilidade de mais de 94%”, explica Carlos Monteiro, CEO e fundador da farmacêutica portuguesa, na nota de imprensa.

Estes testes vão poder ser adquiridos em unidades isoladas, os chamados kits individuais, não obrigando a “aquisição de caixas de 20 testes que por vezes podem não ser necessárias”, revela a empresa. Intitulado “PCL COVID19 Ag Gold saliva” este dispositivo médico de diagnóstico baseia-se no “teste imunocromatográfico para a deteção qualitativa do antigénio SARS-CoV-2 na saliva humana”, acrescenta.

Este teste estará apenas disponível em clínicas e laboratórios de análises clínicas registadas na Entidade Reguladora de Saúde, por forma a que seja realizado por profissionais de saúde ou sob o acompanhamento destes. Não obstante, a BioJam espera que os testes possam ser também distribuídos nas farmácias comunitárias. Além disso, a empresa sublinha que estes testes vão integrar a lista de testes de antigénio do Infarmed, Direção-Geral da Saúde, bem como do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, uma vez que em Portugal “apenas são permitidos testes que apresentem os padrões de desempenho com valores de sensibilidade superior ou igual a 90% e de especificidade igual ou superior a 97%”, lê-se no comunicado.

Em setembro, a BioJam notificou o regulador do medicamento para distribuir os testes rápidos de antigénio NADAL Covid-19 Ag, que permitem detetar a infeção pelo novo coronavírus em 15 minutos. Estes testes são semelhantes aos PCR, já que são feitos por via de uma zaragatoa. Cerca de dois meses depois, em novembro, a farmacêutica já lançou um outro teste que permite detetar, também em 15 minutos, e por via de zaragotoa possíveis casos de Covid-19 e gripe.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Empresa portuguesa faz testes à Covid-19 só com uma amostra de saliva

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião