Nas notícias lá fora: Shell, Moderna e grupo Ant

A atualidade internacional é marcada por mais uma revisão em baixa dos ativos da Shell, mas também pela notícia de que a vizinha Espanha será ponto de distribuição europeu da vacina da Moderna.

Cerca de 600 milhões de doses da vacina da Moderna vão passar por território espanhol: o país foi escolhido pela farmacêutica para ser ponto de distribuição europeu. Na imprensa internacional, destaque, ainda, para mais uma revisão em baixa do valor dos ativos de petróleo e gás da Shell, um sinal dos tempos em que vivemos.

Reuters

Shell volta a rever em baixa valor dos ativos de petróleo e gás

A Royal Dutch Shell voltou a rever em baixa o valor dos seus ativos de petróleo em gás entre 3,5 mil milhões e 4,5 mil milhões de dólares, refletindo uma série de imparidades à medida que a empresa se ajusta às perspetivas mais negativas para o negócio. No total, a empresa já cortou 22 mil milhões de dólares no valor dos seus ativos desde o segundo trimestre. As empresas petrolíferas têm vindo a ajustar-se às perspetivas de menor procura de petróleo e de transição para uma economia menos assente nos combustíveis fósseis. Leia a notícia completa na Reuters (acesso pago, conteúdo em inglês).

CincoDías

Moderna usa Espanha como ponto de distribuição mundial da vacina

A farmacêutica norte-americana Moderna vai usar Espanha como um dos pontos de distribuição mundial da vacina contra a Covid-19. A estimativa é que passem pelo país 600 milhões de doses da vacina, com destino a diferentes pontos da Europa. Para já, antes da vacina da Moderna, será a vacina da Pfizer e BioNTech a primeira a ser distribuída na União Europeia, esperando-se que seja aprovada já esta segunda-feira. Leia a notícia completa no CincoDías (acesso livre, conteúdo em espanhol).

The Wall Street Journal

Jack Ma tentou oferecer partes do grupo Ant à China

O multimilionário chinês Jack Ma terá oferecido ao Governo chinês partes do negócio do grupo Ant, numa tentativa de apaziguar os ânimos dos reguladores em novembro. “Podem ficar com qualquer uma das plataformas da Ant, desde que o país precise delas”, disse Jack Ma, citado pelo The Wall Street Journal. A reunião com os reguladores aconteceu dois dias antes da data em que estava previsto o grupo Ant entrar em bolsa, mas a operação foi travada pelos reguladores. Ma terá enfurecido as autoridades chinesas quando criticou, num discurso em outubro, a campanha do presidente Xi Jinping para controlar os riscos financeiros no país. Leia a notícia completa no The Wall Street Journal (acesso pago, conteúdo em inglês).

ElEconomista

Espanha é o país da UE com mais processos por violar mercado único

A vizinha Espanha é o país da União Europeia com mais processos abertos por supostas violações do mercado único comunitário, num total de 57. O Estado espanhol é dos que tem maiores níveis de restrições ao comércio e 26% das pequenas e médias empresas exportadoras enfrentam barreiras burocráticas. Itália surge em segundo lugar com 49 processos. Em terceiro está a Alemanha, com 47. Leia a notícia completa no ElEconomista (acesso livre, conteúdo em espanhol).

BFM Business

Faturas em atraso das empresas francesas perto dos níveis pré-Covid

O barómetro empresarial da BFM Business concluiu que o segundo confinamento em França não teve um efeito negativo no nível de faturas em atraso pelas empresas francesas, que abrange aquelas que somam mais de dez dias de atraso. O indicador apurado para dezembro fixou-se em 21%, uma subida de um ponto percentual face a novembro, mas perto de níveis pré-Covid. Antes da crise, o valor era de 19% e, no pico da pandemia, chegou aos 38%. Muitas faturas em atraso são um indicador de problemas de liquidez no tecido empresarial. Leia a notícia completa na BFM Business (acesso livre, conteúdo em francês).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nas notícias lá fora: Shell, Moderna e grupo Ant

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião